Se você acompanha a bolsa de valores brasileira frequentemente, pode se perguntar se as ações mais valorizadas da semana são uma boa opção de investimento.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Para saber se vale a pena investir em uma determinada ação é importante realizar uma análise de fundamentos além da cotação e volatilidade do papel.

Por isso, hoje a análise será da ação que foi destaque na última semana: João Fortes Engenharia (JFEN3), que avançou mais de 23% nesta semana.

As ações JFEN3 dispararam +20,29% na quarta-feira (22), com os investidores acompanhando o andamento do processo de recuperação judicial da companhia.

Como Escolher Boas Ações? Baixe o Checklist de 5 Critérios para Analisar Ações.

Então, você está pronto para saber se vale a pena investir nas ações da João Fortes?

Leia até o final e descubra se as ações JFEN3 são uma boa oportunidade de investimento.

Análise Geral da João Fortes (JFEN3)

A João Fortes Engenharia está no mercado de incorporação e construção civil há mais de 65 anos, possuindo mais de 500 edificações espalhadas por todo o Brasil.

A companhia já foi responsável pela construção de quase 10 milhões de metros quadrados em empreendimentos comerciais, residenciais e shoppings centers. 

Agora para entender a qualidade da empresa e da ação JFEN3, a base desta análise será o GI Score e o GI Line.

O GI Score responde a seguinte pergunta: de 0 a 100, o quão boa é a empresa em questão?

No caso da João Fortes, o seu Score é de 39 de 100.

Quanto maior o Score, melhor é a empresa, baseado nos critérios quantitativos de análise.

Isso significa que a empresa está em um nível ruim em termos de qualidade operacional.

Já o GI Line responde o seguinte questionamento: de 0 a 100, o quão atrativo está o preço da ação?

No caso, encontramos um Line de 0 de 100, o que, de acordo com os critérios quantitativos indica uma cotação nada atrativa.

Resultado da JFEN3 no Primeiro Trimestre de 2022 (1T22)

A João Fortes (JFEN3) anunciou prejuízo líquido de R$ 39,6 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), contra as perdas de R$ 76,8 milhões no 4T21.

No mesmo período do ano anterior, o resultado havia sido negativo em R$ 13,5 milhões.

Já a receita líquida totalizou R$ 6 milhões neste trimestre, uma queda de -64,7% em relação ao último trimestre de 2021 e um crescimento de +342% em relação ao 1T21.

Os ativos totais atingiram o saldo de R$ 1,2 bilhão, redução de 7,4% em relação ao saldo no mesmo trimestre do ano anterior.

Nesses três primeiros meses de 2022, a ação oscilou +35,4% contra a alta de +14,5% do Ibovespa.

Como Escolher Boas Ações? Baixe o Checklist de 5 Critérios para Analisar Ações.

JFEN3: Análise Fundamentalista da João Fortes

Para analisar os fundamentos da empresa, vou utilizar um checklist de critérios da qualidade da João Fortes.

1) O Valor de Mercado é maior que R$ 500 milhões?

Valor de Mercado: R$ 93,63 milhões

Companhias com pequeno valor de mercado podem estar sujeitas a adversidades acima do normal, quanto a questões financeiras, econômicas, políticas e sociais.

2) Possui algum nível de Governança Corporativa?

Governança Corporativa: Não possui nível de governança

As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar a transparência e a qualidade na divulgação de informações aos acionistas.

O mercado avalia que os investidores estarão dispostos a pagar mais pelas ações de empresas que demonstrem respeito aos direitos dos acionistas e que adotem boas práticas de governança

3) A Liquidez Corrente é maior que 1,5x?

Liquidez Corrente: 0,86x

Ativo circulante dividido pelo passivo circulante. Este índice indica quanto a empresa tem a receber no curto prazo em relação a cada unidade monetária que deve no mesmo período.

Quanto maior a liquidez corrente, mais alta se apresenta a capacidade da empresa em financiar suas necessidades de capital de giro.

4) O Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) é maior que 20%?

ROE: 31,70%

Relação entre o lucro líquido dos últimos 12 meses e o patrimônio líquido. O Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE) mostra a rentabilidade que a empresa está gerando sobre o seu próprio patrimônio.

5) A relação Dívida Bruta / Patrimônio Líquido é menor que 50%?

Dívida Bruta / Patrimônio Líquido: -86,44%

Dívida bruta total (soma de empréstimos, financiamentos e debêntures de curto e longo prazo) dividido pelo patrimônio líquido.

Quanto maior o endividamento, mais risco a empresa está correndo.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

6) Possui Crescimento dos Lucros acima de 5% a.a (últimos 5 anos)?

Crescimento dos Lucros: sem valor

A capacidade da companhia apresentar crescimento dos lucros demonstra que a administração e a estratégia de mercado estão, ambas, convergindo para o sucesso do empreendimento, o que fica evidenciado na taxa decrescente dos lucros divulgados.

7) Possui Lucros Constantes nos últimos 5 anos?

A capacidade da companhia apresentar estabilidade de lucros ou pelo menos algum lucro em determinado período, demonstra que o interesse da gestão não está convergindo para a evolução do empreendimento, dadas as condições micro e macroeconômicas do período, o que fica evidenciado pela falta de lucros divulgados.

8) Distribuiu Dividendos nos últimos 5 anos?

Pagamentos ininterruptos de dividendos, ao longo de determinado período, demonstra que os interesses dos acionistas estão sendo atendidos de acordo com a legislação vigente.

Cabe lembrar que empresas que apresentam regularidade de pagamento de dividendos são mais procuradas pelos investidores. O que não é o caso da JFEN3.

9) A relação Preço / Valor Patrimonial (P/VPA) é menor que 2x?

P/VPA: -0,14x

Compara o valor de mercado da empresa com seu valor contábil. Em tese, quanto mais baixo o índice P/VPA, mais barata é a empresa. O que mostra que este indicador é positivo para a JFEN3.

10) A relação Preço / Lucro (P/L) é menor que 15x?

P/L: -0,44x

Relação entre o valor de mercado da empresa dividido pelo lucro dos últimos 12 meses. O índice P/L indica o número de anos que um investidor levaria para recuperar o capital investido.

11) O Volume Médio Diário (21d) é maior que R$ 1 milhão?

Volume Médio: R$ 102,35 mil

Representa o volume médio negociado nos últimos 21 pregões. Quanto maior este volume, maior a liquidez da ação, o que equivale a dizer que essa ação é mais negociada que outra com volume médio inferior. Quanto maior o valor, melhor para o investidor.

Como Escolher Boas Ações? Baixe o Checklist de 5 Critérios para Analisar Ações.

JFEN3: Vale a Pena Investir?

Observando os 11 critérios de análise de qualidade da empresa e da ação citados acima, a JFEN3 foi aprovada em apenas 3 critérios.

O que reforça porque a ação é considerada, pelo GI Score e GI Line, uma empresa ruim e ação nada atrativa.

Para aplicar todos esses filtros e fazer uma rápida análise fundamentalista, levei menos de 5 minutos com a ferramenta GuiaInvest PRO.

Você pode assinar a ferramenta com preço promocional e ainda receber gratuitamente o PDF com empresas de setores variados, com o Score mais alto de cada setor.

Então, se você quer investir em ações com ótimos fundamentos e que estão sendo negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a vaga na Carteira Ações para a Vida.

Outro fator importante, para quem já investe ou para quem busca rentabilizar seu patrimônio, é conhecer o seu Perfil de Investidor, com ele você saberá onde investir sem correr riscos desnecessários.