O que significa ativo circulante?

Ativo circulante é um dos itens presentes no balanço patrimonial de toda entidade que realiza a prestação de contas de suas atividades. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O ativo circulante está presente no lado do ativo. Este, por sua vez, está dividido entre as contas do ativo circulante e do ativo não circulante. 

No ativo circulante são registrados os elementos com maior grau de liquidez, ou seja, aqueles que podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo. 

Já no ativo não circulante, registra-se elementos com menor grau de liquidez, ou seja, aqueles que levam de médio a longo prazo para se transformar em dinheiro.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

O que faz parte do ativo circulante?

Dentro do ativo circulante estão todos os bens e direitos que poderão ser convertidos até o fim do exercício. Entre estes estão:

  • Estoques;
  • Matéria-prima;
  • Produtos inacabados;
  • Mercadorias prontas para a revenda;
  • Contas a receber com período máximo de vencimento dentro do exercício vigente (menor que 360 dias);
  • Depósitos bancários;
  • Reservas de caixa;
  • Dinheiro em caixa;
  • Resgate de aplicações financeiras de curto prazo;
  • Investimentos de curto prazo.

Para que serve o ativo circulante?

O ativo circulante nos dá um importante indicativo sobre a capacidade da empresa de cumprir acordos financeiros e saldar as dívidas. 

É fundamental para o investidor entender como anda a sustentabilidade financeira da empresa antes de investir.

Para isso, o melhor é analisar o índice de liquidez da companhia. O mais comum é o índice de liquidez corrente.

Este é calculado a partir da razão entre os direitos a curto prazo da empresa (caixa, estoques, clientes) e as dívidas a curto prazo (empréstimos, financiamentos, impostos, fornecedores, folha de pagamento). 

No Balanço estas informações são evidenciadas respectivamente como Ativo Circulante e Passivo Circulante.

O passivo circulante são as obrigações a serem pagas por uma empresa no período de um ano, como matérias-primas, contas a pagar, empréstimos, impostos a serem recolhidos e provisões.

Assim, para simplificar, podemos mensurar a liquidez corrente da seguinte fórmula:

Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante

A partir do resultado obtido podemos fazer a seguinte análise:

  • Resultado for maior que 1, indica que existe uma boa segurança financeira, pois há na empresa recursos de sobra para uma possível liquidação das obrigações.
  • Resultado for igual a 1, significa que os valores dos direitos e obrigações a curto prazo são equivalentes, o que ainda indica segurança mas que está no limite.
  • Resultado for menor que 1, é sinal que há recursos insuficientes para quitar as obrigações a curto prazo, caso for necessário preciso, o que é um problema no curto prazo.

Investidores devem ficar atentos aos índices de liquidez das empresas antes de investir em um ativo.

Devem, principalmente, comparar este indicador com o cenário econômico para tomar a melhor decisão.

Em momentos de incerteza, principalmente em períodos de crise e recessão, empresas com baixas condições de liquidez terão mais dificuldades para manter suas atividades. 

Essas terão que acessar o mercado financeiro para conseguir dinheiro para quitar suas despesas de curto prazo. 

Dado o contexto ruim, este tipo de empresa tenderá a incorrer em dívidas com condições não muito boas.

Entretanto, em períodos de crescimento estas necessidades poderão ser sanadas sem grandes custos, havendo espaço, inclusive, para melhorias financeiras ao longo do tempo.

Empresas com bons índices de liquidez tendem a não enfrentar grandes apertos nos momentos de crise, visto que suas próprias disponibilidades são suficientes para pagar seus gastos de curto prazo.