O que é Valor de Mercado?

O valor de mercado é referente ao valor que um produto atinge no mercado, baseando-se na concorrência de mercado e lei de oferta e procura. Geralmente se contrapõe o valor de mercado ao valor real do produto.

Esse método acontece nas empresas, pois o valor de mercado é o resultado da multiplicação do valor atual da ação da companhia, multiplicada pelas ações existentes da mesma, obtendo seu valor de mercado.

Tendo o valor de mercado, é necessário avaliar o comportamento de uma companhia, através de múltiplas variáveis que podem influenciar de forma positiva ou negativa o valor das ações.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Em outras palavras, é observado que o valor de mercado varia e é dado quando o valor das ações de uma empresa está sendo negociado no mercado financeiro, durante um determinado tempo.

Geralmente esse valor varia ao longo do tempo, baseado normalmente no preço em que as ações negociam de acordo com as flutuações do mercado.

As variações das ações de uma empresa podem variar de acordo com notícias veiculadas na imprensa, crises econômicas, crises internas, entre outros.

Além das próprias variações do mercado que podem afetar as ações de uma companhia positivamente ou negativamente.

Como calcular o Valor de Mercado?

O cálculo do valor de mercado é realizado através da multiplicação do valor de uma ação, pelo número de ações existentes.

Desse modo, o valor de mercado poderá ser calculado através da utilização da seguinte fórmula:

Valor de uma ação x Número de ações existentes = Valor de mercado

Supondo que uma empresa tenha 1000 ações em circulação e atualmente, cada ação está sendo negociada a R$ 20,00, na Bolsa de Valores. Sendo assim, o valor de mercado dessa empresa é de R$ 20.000,00.

Geralmente grandes corporações têm diversas ações, com diferentes valores, todos normalmente com valor de mercado gigante.

Sendo assim, através desse cálculo, pode ser verificado se uma empresa possui prestígio no mercado financeiro. Porém, é importante atentar-se para não confundir o valor de mercado com outros tipos de valores.

Atualmente a empresa com o maior valor de mercado do Brasil é o Itaú que chegou aos seus R$ 342 bilhões.

Já a empresa com maior valor de mercado do mundo é a Amazon, chegando aos seus US$ 797 bilhões em janeiro de 2019.

Entretanto as empresas se revezam neste pódio devido às flutuações das suas ações ou da bolsa em que estão listadas.

Cuidados ao usar o Valor de Mercado

Desde que as primeiras organizações empresariais surgiram, foram criados métodos para avaliar o seu porte financeiro e o desempenho das ações.

Cada uma delas utiliza um método diferente das operações econômicas e contábeis para a medição.

O valor de mercado é muito utilizado para averiguar como o mercado está avaliando uma companhia, positivamente ou negativamente.

Porém, é necessário que o investidor tenha cautela ao utilizar esse método de precificação de uma empresa. Isso porque ele reflete apenas o valor que o mercado está pagando por uma organização ou empresa.

O indicador não demonstra realmente o quanto a empresa vale para ser adquirida, pois para isso diversos cálculos devem ser feitos, como o de ativos e passivos.

O valor de mercado é um dos métodos mais utilizados, porém o mais recomendado é basear sua decisão em diversos métodos diferentes. Por outro lado, nunca se deve tomar uma decisão de investimento com base em apenas um indicador.

Outra averiguação que deve ser feita pelo investidor é não confundir valor de mercado com valor de firma.

A diferença entre os dois é o cálculo do valor de mercado, ele é feito através do preço da ação e da quantidade de papéis disponíveis da empresa.

Já para o valor de firma, o é realizado através da diferença entre os ativos e passivos da companhia.