O que é Spread Bancário e como funciona
SIMULE AGORA

Spread Bancário

O que é Spread Bancária, significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Spread Bancário?

O Spread Bancário é a diferença entre a taxa de juros que um banco cobra do tomador e a taxa de juros que um banco paga ao depositante.

Também chamado de spread de juros líquidos, o spread do banco é uma porcentagem que informa a alguém quanto dinheiro o banco ganha versus quanto ele distribui.

Um banco ganha dinheiro com os juros que recebe sobre empréstimos e outros ativos e paga dinheiro a clientes que fazem depósitos em contas que rendem juros

Banner will be placed here

A proporção entre o dinheiro que recebe e o dinheiro que paga é chamada de spread bancário.

O spread do banco pode indicar a margem de lucro de um banco. Um spread alto equivale a uma margem de lucro maior, uma vez que a diferença entre os juros ganhos e os juros pagos é alta.

No entanto, o spread bancário mede a diferença média entre as taxas de juros de empréstimo é empréstimo, não o valor da atividade bancária em si, o que significa que o spread bancário não indica necessariamente a lucratividade de uma instituição financeira.

Como funciona o Spread Bancário?

As instituições que concedem empréstimos, como bancos comerciais, recebem receita de juros de várias fontes. 

Os depósitos (geralmente chamados de depósitos básicos) são uma fonte primária, geralmente na forma de contas correntes e de poupança ou certificados de depósito.

Muitas vezes, são obtidos a preços baixos. Os bancos também obtêm fundos por meio de patrimônio líquido, depósitos no atacado e emissão de dívida.

Eles emitem uma variedade de empréstimos, como hipotecas sobre propriedades, empréstimos para compra de casa própria, empréstimos para estudantes, empréstimos para automóveis e empréstimos de cartão de crédito, que são oferecidos a taxas de juros mais altas.

A principal atividade de um banco é administrar o spread entre a taxa de juros sobre os depósitos que ele paga aos consumidores e a taxa que recebe de seus empréstimos.

Em outras palavras, quando os juros que um banco ganha com os empréstimos são maiores do que os juros que paga sobre os depósitos, ele gera receita com o spread da taxa de juros

Em termos simples, os spreads das taxas de juros líquidas são como margens de lucro. Quanto maior o spread, mais lucrativa será a instituição financeira.

No entanto, esta é apenas a visão básica, e as instituições financeiras trabalham em estratégias criativas de aquisição, retenção e fidelização de clientes e principais investimentos. 

Suas estratégias individuais os ajudam a competir e se diferenciar de outras instituições financeiras.

Ademais, quanto maior for a insegurança inspirada pela inadimplência de um páis tanto maior será o Spread Bancário.

Isto porque, segundo explicação do Banco central, a insegurança jurídica em relação aos contratos de crédito, ao colocar em risco o recebimento dos valores pactuados, retrai a oferta de crédito e aumenta o spread.

Pressionando os custos administrativos das instituições financeiras, inchando em especial as áreas de avaliação de risco de crédito e a área jurídica

Por outro lado, reduz a certeza de recebimento da instituição financeira, mesmo numa situação de contratação de garantias, pressionando o prêmio de risco embutido no spread, tudo isso fazendo com que o Spread aumente significativamente.

Exemplo de Spread Bancário

Considere um banco que empresta dinheiro a clientes a uma taxa média de 8%. Ao mesmo tempo, a taxa de juros que o banco paga sobre os fundos que os clientes depositam em suas contas pessoais é de 1%.

O spread líquido de juros dessa instituição financeira seria de 8% menos 1%, resultando em um Spread Bancário de 7%.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE