Renda passiva é aquela que não depende de sua força de trabalho, ela é recebida recorrentemente devido a algum investimento feito no passado.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Um dos principais objetivos dos investidores em dividendos é conseguir atingir uma determinada renda passiva oriunda dos seus investimentos financeiros que permita obter uma tranquilidade financeira

Quando a renda passiva é superior às despesas cotidianas, a pessoa já não sente mais a obrigação de trabalhar por um salário todo mês.

Consequentemente, terá tempo disponível para usufruir do seu ativo mais valioso, o tempo, como bem entender.

Você já parou para pensar o que você poderia fazer caso não tivesse preocupações com o dinheiro? 

O tempo pode começar a ser utilizado com atividades que geram prazer. Por exemplo: novos empreendimentos, hobbies, viagens, mais momentos com a família e por aí vai.

Porém, devemos alertar que chegar naquele patamar não é fácil. Também não é um processo rápido

Para obter um resultado satisfatório no longo prazo com os investimentos em renda variável será necessária uma forte disciplina e bastante estudo. 

Em primeiro lugar, o dinheiro poupado deve ser investido de forma diligente para não perder valor de compra como o passar do tempo.

Em segundo lugar, a estratégia de longo prazo tem que conseguir fazer o patrimônio crescer até atingir o patamar desejado.

O foco deve estar no longo prazo, assim é que a mágica dos juros compostos joga ao seu favor. 

A combinação de aporte mensal consistente, alocação inteligente dos recursos, bom histórico de rentabilidade e juros compostos fazem com que o bolo fique cada vez maior.

Sergio, tudo bem. Mas por onde começo?

Para quem deseja obter aquela renda passiva na aposentadoria, o ideal é criar uma carteira de ações boas pagadoras de dividendos. 

Nessa estratégia devem ser escolhidas empresas geradoras de caixa, com baixo endividamento, margens elevadas e histórico com alta distribuição de dividendos. 

Escolher os papéis para compor a carteira, no entanto, não é uma tarefa tão simples.

Melhores Ações de Dividendos? Baixe o Ranking com Maiores Pagadoras de Dividendos.

Existem empresas boas pagadoras de dividendos que conseguem crescer ao longo do tempo. Especialmente no setor financeiro, de saneamento e de energia elétrica.

Vamos ver o exemplo do banco Itaú (ITUB4).

Gráfico de histórico de dividend yield do Itaú
Gráfico de histórico de Dividend Yield do Itaú (ITUB4) – Fonte GuiaInvest

O ITUB4 paga dividendos de forma recorrente há muitos anos.

Embora tenha diminuído após o início da pandemia, devido à legislação que limita temporariamente a distribuição de dividendos por parte dos bancos.

Gráfico de histórico de lucros do Itaú
Gráfico de histórico de lucros do Itaú (ITUB4) – Fonte GuiaInvest

No segundo gráfico podemos ver como a empresa consegue crescer o seu lucro ao longo do tempo.

Claro que teve um impacto em 2020 com a pandemia, porém já retomou o ritmo normal de crescimento.

A jornada do investidor não é simples. As oscilações de curto prazo acabam atrapalhando muitas vezes as decisões dos investidores menos experientes.

Melhores Ações de Dividendos? Baixe o Ranking com Maiores Pagadoras de Dividendos.

O viés comportamental acaba sendo decisivo para obter um resultado positivo no longo prazo.

Claro que a questão de conhecimento técnico é muito importante também para montar uma estratégia vencedora

No entanto, de nada serve um conhecimento técnico profundo se o emocional não estiver preparado para a renda variável.

Cada empresa tem as suas próprias caraterísticas e será necessária uma análise fundamentalista profunda para determinar quais são os ativos que cumprem os critérios para formar parte da carteira de investimento

Quem investe numa carteira de dividendos busca no longo prazo uma combinação de rentabilidade com a valorização do preço dos ativos e ganhos com proventos

Na fase de acumulação de patrimônio, esses proventos devem ser reinvestidos na própria carteira

Futuramente, se atingido o patamar de patrimônio desejado, essa renda passiva pode começar a ser utilizada nas suas despesas cotidianas. 

É a partir desse momento que a pessoa pode começar a “viver dos dividendos”.