Warren Buffett criticou os excessos de Wall Street, elogiou a virtude de manter o dinheiro em caixa e revelou novos investimentos importantes neste sábado (30), durante a reunião anual da Berkshire Hathaway (BERK34).

Este foi o primeiro evento presencial com os acionistas desde 2019, antes que o COVID-19 atrapalhasse o maior encontro corporativo da América por dois anos.

No centro de Omaha, Nebraska, Buffett, de 91 anos, que é presidente e diretor-executivo da Berkshire, e o vice Charlie Munger, de 98 anos, responderam a perguntas do público, acompanhados de Greg Abel, visto como futuro CEO e Ajit Jain.

A reunião aconteceu após a Berkshire revelar que havia comprado mais de 51 bilhões de dólares em ações no primeiro trimestre e que agora parou de recomprar suas próprias ações.

Buffett havia lamentado em sua carta anual aos acionistas em fevereiro a falta de oportunidades de investimento

Isso levou um acionista a perguntar o que mudou em março, quando a Berkshire comprou 14,6% da Occidental Petroleum Corp e concordou em pagar 11,6 bilhões de dólares pela seguradora Alleghany Corp

Buffett disse que era simples: ele se interessou pela Occidental depois de ler um relatório de analista, e pela Alleghany depois que seu presidente-executivo escreveu para ele.

“Os mercados fazem coisas malucas e, ocasionalmente, a Berkshire tem a chance de fazer alguma coisa”, disse ele. “Não é porque somos inteligentes… acho que somos sãos.” 

Ao responder outras perguntas dos acionistas, Buffett soltou uma crítica: afirmou que, nos últimos dois anos, os mercados se comportaram como um cassino ou casas de apostas, com o estímulo de Wall Street.

“A Berkshire Hathaway conseguiu comprar 14% da Occidental Petroleum em duas semanas no mercado aberto. Pense como isso é absurdo. Muitas pessoas estavam tratando o mercado como um cassino”, disse o megainvestidor.

A participação em caixa da Berkshire caiu mais de US$ 40 bilhões para US$ 106 bilhões ante quase 147 bilhões de dólares no trimestre.

Mas o conglomerado tem muitos recursos geradores de caixa, incluindo suas operações de seguros, e Buffett garantiu que as reservas não vão secar.

O investidor bilionário afirmou que é importante manter dinheiro suficiente disponível. 

“Sempre teremos muito dinheiro”, disse. “É como o oxigênio, está lá o tempo todo, mas se desaparecer por alguns minutos, está tudo acabado.”

Novos investimentos

O primeiro trimestre da Berkshire foi marcado por um grande volume de compra de ações no mercado americano.

O pico aconteceu entre os dias 21 de fevereiro e 15 de março, período em que a Berkshire desembolsou US$ 41,025 bilhões. 

Depois disso, segundo Buffett, o mercado ficou “letárgico”. Em abril, a empresa não comprou ações.

A holding aumentou de forma significativa sua participação em empresas do setor de energia no primeiro trimestre do ano, com destaque para a Chevron. 

A Berkshire Hathaway tem US$ 25,9 bilhões investidos na companhia, cujos papéis subiram mais de 30% nos três primeiros meses do ano, impulsionados pela alta do petróleo.

Assim, a Chevron (CHVX34) entra para o “top 4” da Berkshire, depois de American Express (AXPB34) com US$ 28,4 bilhões, Bank of America (BOAC34) com R$ 42,6 bilhões e Apple (AAPL34), com uma fatia de US$ 159,1 bilhões investidos. 

Buffett também destacou o aumento da participação na Activision Blizzard (ATVI34), empresa que deseja ser adquirida pela Microsoft (MSFT34).

Anteriormente, a gestora tinha comprado US$ 1 bilhão em participação na Activision, defendendo que as ações da companhia estavam descontadas. 

Porém, com as notícias em torno de um possível negócio com a Microsoft, a Berkshire passou a comprar mais ações da empresa na expectativa de que o acordo com a gigante de tecnologia fosse concluído, contou Buffet.

Agora, disse, a gestora possui 9,5% da Activision. “Se chegarmos a 10%, teremos que preencher um documento”, observou o megainvestidor.

Embora ainda não haja certeza sobre o negócio, Buffett destacou que “se o negócio for bem-sucedido, ganhamos algum dinheiro, e se o negócio não for, quem sabe o que acontece”.