Quando falamos de uma carteira focada no pagamento de dividendos, empresas de transmissão de energia elétrica sempre devem ser levadas em consideração.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A principal função das empresas de transmissão é levar a energia desde as geradoras até os centros de distribuição que disponibilizam a energia para consumo.

Fluxograma de distribuição de energia elétrica.
Fluxograma de distribuição de energia elétrica.

A transmissão de energia ocorre através das linhas de cabo de aço suspensas em torres que vemos normalmente quando viajamos de carro.

Dentro de toda a cadeia de empresas do setor elétrico, as transmissoras são as que possuem maior previsibilidade e estabilidade na receita.

Essa caraterística oferece uma segurança adicional para os investidores e aporta um perfil defensivo à carteira de ativos.

O setor de transmissão é fundamental para a economia brasileira e ainda é necessário muito investimento para que a rede consiga abranger todo o território nacional.

Melhores Ações de Dividendos? Baixe o Ranking com Maiores Pagadoras de Dividendos.

De acordo com a ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), a extensão da rede de transmissão deve passar de 145 mil km de extensão em 2021 para 184 mil km em 2025.

Mapa da ONS de linhas de transmissão de energia elétrica
Mapa de linhas de transmissão de energia elétrica, de acordo com o ONS.

Quando falamos que o setor de transmissão é defensivo, é porque os fatores de risco envolvidos na operação são menores do que em outros setores da bolsa de valores.

As empresas do setor da transmissão acertam concessões por períodos longos de tempo.

Os prazos dos contratos costumam ser de 30 anos e os reajustes das receitas (nas concessões leiloadas após novembro de 2006) são levando em consideração o IPCA de forma anual.

Quando uma empresa consegue uma concessão por meio de leilão, ela paga para explorar uma determinada linha e deve fazer a manutenção das mesmas.

Quanto mais linhas de transmissão a empresa consegue, mais receita ela gera.

O risco na operação é quase nulo, devido a que as empresas do setor são remuneradas através da RAP pela disponibilidade das linhas de transmissão e não pela quantidade de energia transportada.

O que é o RAP? Receita Anual Permitida.

É a remuneração que as transmissoras recebem pela prestação de serviço público de transmissão de energia aos consumidores.

O RAP depende da disponibilidade das linhas e não do volume transportado de energia.

Isso torna a receita desse tipo de empresas muito previsível.

As revisões das RAPs acontecem a cada quatro ou cinco anos, nos termos dos contratos de concessão.

Empresas do setor de transmissão operam com margens EBITDA elevadas, entre 85% e 95%.

Essas elevadas margens permitem que as empresas, quando bem administradas, distribuam boa parte do seu lucro em forma de proventos para os acionistas.

Outra vantagem das empresas inseridas nesse segmento consiste em que após o investimento inicial para deixar as linhas em funcionamento, o CAPEX de manutenção é significativamente baixo. Entre 1% e 3% da receita.

→ Você Tem o Mapa dos Dividendos Mensais? Baixe Grátis o Calendário de Dividendos.

O CAPEX baixo permite obter um fluxo de caixa maior para os investidores.

Consequentemente, a empresa consegue distribuir mais proventos.

Assim, os dividendos oferecidos por esse tipo de empresas costumam ser elevados e consistentes.

As características mencionadas permitem acesso a linhas de crédito de baixo custo, alinhadas ao perfil do investimento.

Podemos citar entre as principais transmissoras de energia do país:

No canal Seleção de Dividendos estamos posicionados em algumas dessas empresas e estamos avaliando outras que estão no nosso radar.

Se quiser montar uma carteira de dividendos vencedora no longo prazo, conte com a gente.