O que é Taxa Básica de Juros?

Devemos dizer que a Selic representa a taxa básica de juros, sendo considerado, pelo Banco Central, o principal instrumento de política monetária para combater a inflação.

A Selic, ou Taxa Básica de Juros, é responsável por influenciar todas as taxas de juros do Brasil, como por exemplo, as taxas de juros dos financiamentos, aplicações financeiras e empréstimos.

A denominação Selic advém da sigla Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, que diz respeito a uma infraestrutura, administrada pelo Banco Central, do mercado financeiro.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Os títulos públicos federais são transacionados nesse sistema. Portanto, devemos dizer que a Selic corresponde a taxa média dos financiamentos apurados no referido sistema.

Dessa forma, a Selic tem a responsabilidade de realizar, liquidar e registrar a custódia de títulos públicos federais.

É importante ressaltar que o Comitê Monetário do BC (COPOM) define, em reunião, uma meta para a Selic.

O Banco Central, para que a taxa selic efetiva se alinhe com determinada meta, definida pelo COPOM, necessita operar no mercado de títulos públicos.

Para que serve a Taxa Básica de Juros (Taxa Selic)?

Uma de suas funções é representar a taxa a qual as instituições financeiras são remuneradas nas operações com títulos públicos, bem como sua ligação com o controle da inflação no Brasil.

Ademais, a Taxa Básica de Juros também é tida como referência às práticas das demais taxas de juros no Brasil.

Portanto, a Selic é utilizada pelo COPOM como instrumento de política monetária para controlar os juros no país.

Qualquer alteração na meta da Selic pode ter como consequência o barateamento ou encarecimento ao acesso de crédito no Brasil.

Quando ocorre, por exemplo, uma redução na Selic, o custo de captação dos bancos diminui, e esses tendem a emprestar com juros menores.

Como é definida a Taxa Básica de Juros?

O COPOM determina a taxa Selic, por meio de reunião, a cada 45 dias. O órgão vinculado ao Banco Central tem o poder de definir pela alteração ou manutenção da taxa Selic.

Ao definir pela alteração, essa pode ocorrer para um percentual menor ou maior do que o vigente até o momento.

É necessária a apresentação de pareceres técnicos – análise de fatores econômicos no Brasil e no exterior, inflação, projeções para o PIB, dentre outros – para a tomada de decisão.

Como já foi dito, a Selic é um meio de controlar a inflação, portanto, os objetivos do Copom são alinhados e definidos pensando em garantir que as metas de inflação sejam atingidas.

Segundo o Banco Central, o Comitê tem os seguintes objetivos:

  • Estabelecer diretrizes políticas e monetárias; e
  • Definição de meta para a taxa de juros no país que pode alterar (aumentando ou diminuindo), ou manter-se estável.

Como o leitor pôde perceber a Selic afeta todos os setores da economia, bem como o mercado consumidor, que pode aumentar seu estímulo em consumir ou não, devido à alteração na taxa Selic.

O aumento da Taxa Básica de Juros desestimula o nível de consumo e investimento na economia, já, a queda na taxa, aumenta o estímulo ao investimento e consumo.

Portanto, temos uma relação inversa entre o nível da taxa básica de investimentos e consumo.

Devido à importância da Selic para a economia como um todo, o leitor deve estar se perguntando quem são os membros do Copom responsáveis pela definição da Taxa Básica de Juros?

Pois bem, são os membros da diretoria colegiada do Banco Central que fazem parte do Copom, dentre eles estão:

  • Presidente do Banco Central;
  • Diretor de política monetária;
  • Diretor de política econômica;
  • Diretor de Organização do Sistema Financeiro e Controle de Operações do Crédito Rural;
  • Diretor de Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos;
  • Diretor de Regulação;
  • Diretor de Fiscalização;
  • Diretor de Administração; e
  • Diretor de Relacionamento Industrial e Cidadania.

Portanto, listamos os membros e a importância do COPOM em definir a Taxa Básica de Juros no país, tendo em vista que esta influencia todos os brasileiros, bancos e até mesmo investidores estrangeiros.