O que é ROIC?

ROIC é a sigla para Return on Invested Capital, que em português significa retorno sobre o capital investido.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Esse é um indicador usado para avaliar a eficiência de uma empresa em alocar o capital em atividades rentáveis, sendo muito usado na análise fundamentalista de investimentos. 

O ROIC nos ajuda a ter uma ideia do quão bem uma empresa está usando seu capital para gerar lucros.

Vejamos como esse indicador é calculado e interpretado.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como calcular o ROIC?

O cálculo do ROIC é muito simples de ser realizado, sendo especificado na fórmula abaixo:

ROIC = NOPAT / Capital Investido

Os termos acima têm o seguinte significado:

  • NOPLAT: sigla para Net Operating Profit Less Adjusted Taxes, que se refere ao lucro operacional líquido após os impostos (EBIT).
  • Capital investido: capital total alocado pela empresa, que pode ser obtido pela soma do capital dos acionistas mais o capital de terceiros (dívidas da empresa).

Como interpretar o ROIC?

O ROIC é sempre calculado como uma porcentagem e geralmente é expresso como um valor anual ou final de 12 meses. 

Esse indicador deve ser comparado ao custo de capital de uma empresa para determinar se a empresa está criando ou destruindo valor.

Em outras palavras, se o ROIC for maior do que o custo médio ponderado de capital (WACC) de uma empresa, ocorre que algum valor está sendo criado.

Suponhamos que uma empresa tenha um custo de capital de 5%, ou seja, tem um gasto de 5% na forma de custo de oportunidade e juros para pagamento de dívidas.

Neste caso, só valerá a pena investir nela se o ROIC foi maior do que o custo de capital, que é de 5%.

Se o ROIC dessa empresa for inferior a 5%, ela é considerada destruidora de valor, já se for acima de 5%, então significa que ela é criadora de valor. 

Vantagens do ROIC

O ROIC é um dos indicadores mais importantes na análise fundamentalista.

A partir desse indicador é possível comparar desempenhos entre várias empresas diferentes, desde que estejam situadas no mesmo setor de atuação.

Além disso, a sua análise independe da estrutura de capital, embora essa questão deva ser ponderada em algumas ocasiões.

Ao contrário do que acontece com o ROE, a análise pelo ROIC permite uma comparabilidade maior. Isso porque nele é incluída a alavancagem da empresa e não apenas o patrimônio líquido dos acionistas.

Por fim, ele é um importante indicador de vantagem competitiva, visto que empresas com esse múltiplo elevado apresentam vantagens competitivas bastante significativas em relação aos seus concorrentes.

Desvantagens do ROIC

É importante lembrar que, apesar do ROIC ser um indicador muito importante, ele deve ser usado com cuidado para comparar empreendimentos diferentes.

Isso porque ele é mais importante para alguns setores do que para outros.

Uma empresa que trabalha com plataformas de petróleo ou fabricam semicondutores, por exemplo, investem muito mais em capital do que aquelas que exigem menos equipamentos.

Outro problema do ROIC é que ele indica apenas a competência, e não a geração de caixa.

Os indicadores de resultados utilizados para fazer o cálculo do ROIC estão inseridos no regime de competência.

Consequentemente isso pode gerar problemas caso a empresa não consiga gerir bem a sua carteira de vendas a prazo.

Considerações sobre o ROIC

É importante enfatizar que, apesar do ROIC ser fundamental em uma boa análise de investimentos, ele não deve ser utilizado de forma isolada.

Embora ele seja muito simples de entender, a sua aplicação deve ser feita em conjunto com vários outros tipos de indicadores, a fim de se obter o melhor retrato possível de uma empresa.

Caso tenha se interessado sobre os indicadores de rentabilidade, saiba que temos um artigo completo sobre análise fundamentalista para te ajudar a avaliar seus investimentos.