Copom anunciou hoje (05) nova queda da taxa Selic, cortando 0,25 pontos, levando a Selic Hoje para apenas 4,25%, o menor patamar taxa da história.

O novo corte da taxa Selic reduziu praticamente a zero a rentabilidade de diversas aplicações de renda fixa, como a poupança e o tesouro direto.

Se você possui aplicações já deve estar preocupado para as consequências da queda da Selic nos seus investimentos e agora deve estar pensando: Onde Investir com a Selic Baixa? 

Leia até o final para descobrir se o corte da Selic é bom ou ruim e qual o melhor investimento para o seu dinheiro hoje.

Copom Corta Taxa Selic

O Copom corta a taxa Selic hoje (05) para tentar estimular uma atividade econômica que ainda opera aquém do esperado.

Mas como interpretar essa situação?

As empresas seguem com custos controlados.

Um mínimo de crescimento no faturamento de uma empresa significa um grande aumento nos lucros.

O juro caindo reduz demais as despesas financeiras das empresas e em última análise, também significa mais lucro para as empresas.

Se isso pode ter um impacto positivo no próprio preço das ações, também pode ter um desdobramento nada trivial na economia.

Ainda existe muita capacidade ociosa: as fábricas tem muita máquina para pouco operário e, consequentemente, estão produzindo menos do que poderiam.

Qualquer sinal de melhora na demanda será respondido com um forte aumento na produção, o que levaria o nível de atividade econômica para um novo patamar.

Fato é que estamos há 6 anos acostumados a crescer pouco e isso acaba criando uma certa descrença de que podemos pisar mais fundo no acelerador.

Mas não precisa de muito para termos um crescimento forte em 2020.

E convenhamos: mesmo com ociosidade na economia, com um custo de capital tão baixo não é de se descartar uma rodada forte de investimentos.

Ao que tudo indica, vamos começar a segunda fase do atual bull market da bolsa de valores.

Se antes a bolsa foi puxada pela queda na taxa de juros, agora seremos puxados pelo ciclo de lucros das empresas.

Vamos acompanhar esse processo ao longo das próximas semanas, uma vez que estamos em meio a temporada de divulgação de resultados das empresas listadas na bolsa de valores.

Queda da Selic é Bom ou Ruim

Queda taxa Selic é bom ou ruim? Veja abaixo a minha opinião sobre o impacto nos seus investimentos e na economia real.

Data Reunião do Copom 2020

Confira as datas das próximas reuniões do Copom de 2020.

  • 4 e 5 de fevereiro;
  • 17 e 18 de março;
  • 5 e 6 de maio;
  • 16 e 17 de junho;
  • 4 e 5 de agosto;
  • 15 e 16 de setembro;
  • 27 e 28 de outubro;
  • 8 e 9 de dezembro.

As reuniões são realizadas em duas sessões: a primeira reservada às apresentações sobre a economia brasileira e mundial, e a segunda avaliação das perspectivas da inflação, decisão e divulgação da taxa Selic.

A divulgação das decisões do Copom será feita na data da segunda sessão, a partir das 18 h, imediatamente após o seu término.

As Notas do Copom serão divulgadas na terça-feira seguinte ao término da reunião, às 8 horas.

Histórico Selic

Gráfico do histórico da Taxa Selic 1996/2019
Gráfico do histórico da Taxa Selic 1996/2019

Veja abaixo o gráfico com o histórico da Selic dos últimos 23 anos com a trajetória de queda da taxa Selic:

Histórico Selic: Gráfico de 20 anos de queda da taxa Selic

A taxa de juros no Brasil ficou em média 14,82% entre 1999 e 2019, atingindo uma alta histórica de 45,67% em março de 1999 e uma baixa recorde de 4,25% em fevereiro de 2020.

Considerando com a inflação fechou 2019 em 4,30%, investimentos atrelados à taxa selic estão perdendo hoje o poder de compra.

Gráfico: histórico IPCA vs Selic - Rentabilidade Real 2020
Gráfico: histórico IPCA vs Selic - Rentabilidade Real 2020

Veja agora onde investir dinheiro com a queda da Selic.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital "Como Começar a Investir do Zero".

Poupança

Como a rentabilidade da poupança é limitada a 70% da taxa Selic, hoje é o investimento de renda fixa mais prejudicado entre todos com o corte da Selic.

Essa limitação é acionada quando a Selic estiver em um patamar igual ou menor que 8,5% ao ano

Com a Selic em 4,25% ao ano a poupança hoje renderá apenas 2,97% ao ano.

Se a inflação se manter no mesmo padrão que fechou 2019, a 4,30% ao ano, você estará perdendo o poder de compra do seu dinheiro, aproximadamente 1,325.

Na prática isso significa que se você possuir R$ 100 mil na poupança para comprar um imóvel, após 1 anos poderá comprar um imóvel de R$ 98.675,00.

CDB, LCI e LCA

Os investimentos de CDBs pós-fixados também são impactados com a queda da Selic.

Apenas da sua rentabilidade ser definida pela Taxa DI, ela costuma ser a mesma ou apenas 0,01 ponto percentual menor que a Taxa Selic.

Com taxa Selic hoje a 4,25% um investimento em CDB pós-fixado que rende 100% do CDI, após o desconto de 15% do imposto de renda sobre o rendimento, a rentabilidade será de 3,61% ao ano.

Se você possui um CDB pós-fixado que paga 85% do CDI, mais comum em bancos grandes, a rentabilidade líquida, descontado o imposto de renda, seria de apenas 3,10%.

Os investimentos em LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), a rentabilidade é semelhante aos CDBs, mesmo não havendo a cobrança de imposto de renda sobre o rendimento.

O investimento em LCI ou LCA ganharia do CDB caso pague 90% do CDI, você teria uma rentabilidade próxima de 3,82% ao ano.

Tesouro Selic

O título público Tesouro Selic possui rentabilidade associada à Taxa Selic, com isso a queda da Selic vai impactar diretamente esse investimento.

O ganho no Tesouro Selic acaba tendo seu ganho reduzido pela cobrança anual de 0,25% pela B3 (Bolsa Brasil Balcão), empresa que opera o Tesouro Direto.

Com uma taxa Selic hoje a 4,25% ao ano você terá uma rentabilidade anual no Tesouro Selic de 3,4% ao ano, considerando a dedução de 15% de IR e a taxa de 0,25% ao ano.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital "Como Começar a Investir do Zero".

Fundos de Investimento

Os fundos de investimento de grandes bancos cobram uma taxa de administração ainda mais alta que o Tesouro Direto, diminuindo ainda mais a rentabilidade do fundo.

Se o Tesouro Selic perde rendimento com a cobrança de 0,25% ao ano, sobre o valor investido, nos fundos de renda fixa a rentabilidade é ainda pior.

Os fundos de grandes bancos cobram taxas administrativas absurdamente elevadas de 1%, 2% e alguns casos mais de 3% ao ano.

Isso significa que com juros de 4,25% ao ano, a maior parte dos juros recebidos por você acaba ficando com os gestores dos fundos através da taxa de administração.

Como no caso do Hiperfundo Bradesco, que cobra uma taxa de administração absurda de 3,9% ao ano.

Comparando o seu rendimento nos últimos 14 anos, o fundo apresentou uma rentabilidade de apenas 169% contra 382% do CDI.

Gráfico Rentabilidade Bradesco Hiperfundo vs CDI.
Gráfico Rentabilidade Bradesco Hiperfundo vs CDI. Fonte: Verios.

O pior é que este fundo é um dos maiores do Brasil, possui 295 mil cotistas com R$ 1,9 trilhão investido.

Fundos de investimento que fazem aplicações pós-fixadas tendem a apresentar rentabilidades cada vez piores com a redução da taxa Selic.

Cabe a você verificar a taxa de administração cobrada pelo fundo para evitar esse impacto negativo nos seus rendimentos

Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários estão com uma forte procura pelos investidores nos últimos anos, atingindo 600 mil investidores recentemente, devido às sucessivas quedas na taxa Selic, o que valoriza as cotas dos melhores fundos.

Gráfico do número de investidores em fundo imobiliário outubro/2019
Gráfico do número de investidores em fundo imobiliário outubro/2019. Fonte: B3.

Essa forte demanda pode ser percebida junto com a alta rentabilidade dos fundos imobiliários nos últimos anos.

O índice que mede o desempenho dos principais fundos imobiliários (IFIX) teve alta de 125% nos últimos 5 anos.

Gráfico Rentabilidade de fundos imobiliários IFIX de 2014/2020
Gráfico Rentabilidade de fundos imobiliários IFIX de 2014/2020. Fonte: Google Finance.

Os tipos de fundos imobiliários que mais se beneficiam da queda na taxa de juros são os de lajes corporativas e de shoppings centers.

A queda na taxa de juros incentiva o consumo no varejo e isso é receita direta para os shoppings centers que têm parte do seu aluguel atrelados ao desempenho das vendas dos lojistas.

Portanto é uma classe de fundos imobiliários que responde rapidamente ao estímulo de juros baixos.

Dentre os fundos de shoppings, destaca-se o XP Malls (XPML11) e o Vinci Shoppings (VISC11).

As lajes corporativas são beneficiadas como parte de uma cadeia de reações onde as empresas prosperam mais em um cenário de juros menores, demandam mais espaço para suas atividades operacionais e aumentam a demanda por áreas de locação.

Já estamos vendo este tipo de movimentação gerar revisionais de locação para valores mais elevados.

A nova queda na taxa de juros reforça este efeito.

Dentre os fundos de lajes corporativas, destaca-se o HGRE11 e BRCR11.

Quais os Melhores FIIs para 2022? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

Ações

A queda na taxa Selic aumenta a demanda por investimentos em ações.

Além da demanda provocada pela compra direta de ações na bolsa, existe a demanda gerada por fundos multimercado e de fundo de ações.

Quando os investidores dos fundos de renda fixa migram parte dos seus investimentos para fundos multimercado e fundos de ações, os gestores desses fundos precisam comprar mais ações pressionando seus preços.

O Ibovespa apresentou uma rentabilidade de 133% nos últimos 5 anos:

Gráfico Rentabilidade do Ibovespa IBOV de 2015/2020.
Gráfico Rentabilidade do Ibovespa IBOV de 2015/2020. Fonte: Google Finance.

A maior demanda por ações que pagam dividendos valoriza essas ações e podemos constatar isso observando o comportamento do índice IDIV.

O IDIV (Índice de Dividendos) mede o desempenho das ações mais negociadas que pagam dividendos.

Nos últimos 5 anos o índice registrou alta de mais de 164%, superando o índice Bovespa.

Gráfico Rentabilidade do IDIV (dividendos) de 2015/2020.
Gráfico Rentabilidade do IDIV (dividendos) de 2015/2020. Fonte: Google Finance.

→ Você Tem o Mapa dos Dividendos Mensais? Baixe Grátis o Calendário de Dividendos.

Onde Investir com a Selic Baixa Hoje

Com a redução da Selic para 4,25%. a.a. a rentabilidade dos investimentos de renda fixa ficou praticamente em zero. 

Porém a Selic baixa aumenta a atratividade dos investimentos na bolsa de valores. 

Além do benefício natural migração dos recursos da renda fixa para a bolsa de valores, o efeito do corte da Taxa Selic agrega outras vantagens para a renda variável.

O racional é simples: queda nos juros acontece em uma tentativa de estimular a economia. 

Juro baixo aumenta diretamente a oferta de crédito, gerando mais liquidez ao mercado.

As empresas podem contratar empréstimos e financiamentos de forma menos oneroso.

Com mais caixa, elas podem investir e expandir suas operações, gerando mais empregos e aumento da renda da população.

Por sua vez, pessoas com acesso ao crédito mais barato, consomem mais, gerando mais lucros para as empresas.

Toda a cadeia é movimentada, criando um ciclo virtuoso de consumo, produção e lucros.

Qual a Melhor Small Cap na Bolsa? Veja Aqui a Melhor Small Cap para Você Investir Hoje!

Onde Comprar Ações

Na prática existem alguns setores que se beneficiam mais que outros com a queda dos juros, como o varejo, locação de veículos e construtoras, porém é importante saber escolher as melhores ações de cada setor.

Varejo

O aumento do consumo oriundo do crédito mais acessível, gera aumento de receitas para as empresas do setor.

Além disso, a uma redução no custo de capital de giro, beneficiando seus resultados.

Algumas empresas do setor: GUAR3, LREN3, VVAR3 e MGLU3.

Locação de veículos: 

Empresa desse segmento operam com alta alavancagem, queda nos juros refletem diretamente na redução de custos da operação.

Quanto menor o custo mais rentável é a operação. 

Algumas empresas do setor: LCAM3, RENT3 e MOVI3.

Construtoras

Embora a taxa Selic não seja diretamente ligada aos financiamentos do setor imobiliário, os juros baixos é acompanhando pela TR (taxa referencial), que atua como lastro do setor imobiliário. Algumas empresas do setor: MRVE3, TRIS3 e EZTC3

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Onde Investir Meu Dinheiro?

A cada dia que passa se torna mais importante um cuidado maior do investidor com relação aos custos dos investimentos de renda fixa, especialmente aqueles que exigem pagamentos de taxas.

Como foi dito pelo ministro Paulo Guedes: “Brasil deixará de ser o paraíso dos rentistas.”, demonstrando claramente o posicionamento do governo na busca pela redução da taxa de juros.

Cada redução da Taxa Selic impacta negativamente o rendimento da renda fixa e aumentando a relevância das taxas cobradas pelas instituições financeiras.

Busque conhecimento para selecionar os melhores investimentos em 2020, com as menores taxas e principalmente, invista parte da sua carteira em ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários.

Em economias avançadas, como os EUA, Japão, Europa e Austrália, onde a taxa de juros é praticamente zero, grande parte da população realiza esses tipos de investimentos.

Esse é o caminho mais natural que veremos no Brasil nos próximos anos: a migração dos investimentos da renda fixa para a renda variável.

São os únicos investimentos que proporcionaram algum ganho relevante para você.

Disclaimer
Declaro que as informações contidas neste artigo são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre o mercado, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores