Como Investir em uma Boa Carteira de Ações no Longo Prazo
|

Como Investir em uma Boa Carteira de Ações no Longo Prazo

Saiba como investir em boas ações para ter bons retornos, seguindo o que mais importa em uma carteira de ações.

Por
Atualizado em 23/04/2021

Você prefere ganhar dinheiro rápido ou esperar anos para isso?

Provavelmente você respondeu rápido, é natural.

Mas eu quero provar algo para você: não é possível ganhar muito dinheiro rápido.

Vou ilustrar da seguinte maneira: imagine que você tenha investido R$ 10 mil e feito aportes de R$ 300 por mês em uma carteira de ações e que após 1 ano sua carteira de investimentos tenha performado 100%. 

Neste caso, você terá acumulado mais de R$ 25 mil. 

Concordo que seja um excelente resultado. 

Agora vamos imaginar outro cenário. 

Neste cenário você investiu R$ 10 mil e fez os mesmos aportes de R$ 300 por mês, a diferença é que a carteira que você escolheu é capaz de gerar uma média anualizada de 18% em 30 anos.

No primeiro momento, talvez você tenha achado os 18% anuais menos animadores que os 100% em 1 ano.

Mas saiba que é no longo prazo que os juros compostos realmente irão te favorecer.

No segundo cenário o total de seus investimentos foi de R$ 118 mil.

Ao final de 30 anos esse valor se transformará em mais de R$ 4,5 milhões.

O segundo cenário ficou mais interessante, não acha?

Banner will be placed here

E veja, muitas vezes a tentativa de dobrar o capital em 1 ano exigirá assumir riscos enormes e que na maioria das vezes acaba gerando resultados contrários ao almejado.

Sim, já tivemos recomendações na carteira do Joias da Bolsa que dobraram em menos de um ano, mas em nenhum momento tivemos pressa para isso.

Toleraríamos uma espera maior se assim o mercado financeiro quisesse.

Infelizmente a construção de riqueza não pode ser rápida.

O segredo é a consistência dos resultados, dos aportes e do tempo investido. 

Aqui no Joias eu deixo bem explícito que a minha meta é entregar uma rentabilidade anualizada média de 18% ao ano.

Bom, Warren Buffett atingiu uma média anual de 20,3% no período de 54 anos. 

Sou humilde o suficiente para não me comparar com o mestre Buffett, por isso não me atrevo a buscar retornos superiores ao dele.

Por outro lado, é importante que você saiba que, na bolsa de valores brasileira, atingir resultados superiores pode até não ser uma missão impossível.

Dado o tamanho do nosso mercado e o potencial das empresas, existem grandes oportunidades escondidas e sabendo fazer uma correta seleção de ações.

Veja que nos últimos 10 anos, as valorizações nos preços de algumas ações foram incríveis:

SiglaValorização
UNIP65057%
WEGE31396%
EQTL31176%
ENGI31164%
TAEE11985%
SANB4949%
RENT3894%

Quais as Melhores Small Caps de 2021? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap.

Boas ações colaboram muito para a performance positiva de uma boa carteira de ações.

Três dos mais antigos fundos de ações do Brasil, superaram a média de Buffett, considerando um prazo menor:

FundoRentabilidade anualizadaPeríodo
Dynamo Cougar25,85%25 anos
Tempo Capital25,04%25 anos
ARX Income22,22%21 anos

Lembre-se que fundos de investimentos possuem uma série de custos, como taxa de administração e taxa de performance, ou seja, com uma carteira pura de ações os resultados poderão ser ainda melhores. 

Mas como já mencionei, acho prudente considerar um retorno médio de 18%, afinal, ele já será capaz de multiplicar o seu patrimônio diversas vezes. 

A carteira do canal Joias da Bolsa ainda é recente, mas posso dizer que estamos com uma média anualizada de 36%.

Boa parte desse resultado é pela assertividade em selecionar ações com distorções favoráveis entre preço e valor.

Não sei até quando conseguiremos manter tal rentabilidade, afinal nem os grandes nomes conseguem manter algo parecido no longo prazo.

Mas tudo bem.

Seguiremos fiéis aos nossos ideais de comprar barato e de entregar retornos consistentes.

Os assinantes do Joias sabem disso.

Análise de Ações

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE