Os resultados da Via (VIIA3) referente a suas operações do primeiro trimestre de 2022, foram divulgados no dia 09/05.

Veja neste artigo os principais destaques do resultado da Via do 1T22 e a análise fundamentalista da empresa.

Confira o calendário de divulgação de resultados do 1T22 das empresas listadas na Bolsa de Valores e a análise das empresas que a equipe do The Capital Advisor está realizando.

Leia até o final e descubra se a ação VIIA3 vale a pena.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Sobre Via 

A Via, anteriormente conhecida como Via Varejo, é uma empresa de comércio varejista brasileira fundada em 2010, responsável por administrar as redes de lojas das bandeiras Casas Bahia e Pontofrio e das suas respectivas lojas virtuais.

Além disso, o Grupo administra a fabricante de móveis Bartira, além de ser a controladora do site de e-commerce Extra.com.br.

A criação da empresa ocorreu após a associação da Casas Bahia, pertencente à família Klein, e do Pontofrio, propriedade do Grupo Pão de Açúcar.

Até junho de 2019, o Grupo Pão de Açúcar foi seu acionista controlador, detendo participação de 39,36% no seu capital.

A empresa está presente em mais de 400 municípios brasileiros, 20 estados e no Distrito Federal, com aproximadamente 1 mil lojas e cerca de 45 mil colaboradores.

A sede administrativa da Via se situa no município de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo (SP), e posiciona-se como uma das maiores varejistas de eletroeletrônicos do mundo.

Composição Acionária da Via 

AcionistaONPNTotal
Outros   87,50%0,00%87,50%
Jpmorgan Asset Management Holdings  Inc.  6,80%0,00%6,80%
Schroder Investment Management Brasil Ltda.5,30%0,00%5,30%
Ações Tesouraria0,40%0,00%0,40%

Avaliação de Governança

A Via está listada na Bolsa de Valores no segmento Novo Mercado, nível mais alto da B3.

EmpresaVia S.A.   
CódigoVIIA3 
SubsetorComércio  
Segmento de ListagemNovo Mercado
Tag Along100%   
Free Float99,8% 
Principal AcionistaJpmorgan Asset Management Holdings Inc.
Siteri.viavarejo.com.br

A Via possui um free float acima de 25%, o que não representa nenhum problema de liquidez nas negociações das ações para o acionista.

A empresa possui um tag along de 100%, indicando que o acionista minoritário estará protegido se os controladores da empresa vendam sua participação na companhia.

Ambos indicadores ajudam na análise da governança corporativa da empresa, porém não dizem respeito à sua capacidade de geração de caixa ou à sua rentabilidade.

Agora chegou a hora analisar os resultados e os principais múltiplos da análise fundamentalista da companhia.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Resultado Via no 1T22

A Via apresentou um lucro líquido de R$ 18,0 milhões no 1T22, baixa de -90,0% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Confira os principais destaques dos resultados da Via do primeiro trimestre de 2022:

Indicador1T224T21%1T21%
Lucro Líquido (R$)18,0 M29,0 M-37,9%180,0 M-90,0%
Margem Ebitda (%)10,2%9,0%1,2 p.p.7,7%2,5 p.p.
Margem Bruta (%)30,7%29,1%1,7 p.p.31,4%-0,6 p.p.
Margem Líquida (%)0,2%0,4%-0,1 p.p.2,4%-2,1 p.p.

Resultados Operacionais da Via no 1T22

Confira os destaques dos resultados operacionais da Via, referente às suas operações do 1T22:

Omnicanalidade

O GVM (Volume Bruto de Mercadoria) da Via totalizou R$ 10,7 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 3,3% na comparação com o mesmo período de 2021.

Neste trimestre, o destaque ficou para as vendas do marketplace (3P), que cresceram 12,0% considerando a mesma base de comparação anual.

De acordo com a companhia, as maiores vendas do marketplace foram influenciadas pelo ajuste de comissionamento, aumento do sortimento de novas categorias e lojistas, entre outras estratégias adotadas.

No mesmo ritmo, as vendas diretas da Via totalizaram R$ 9,5 bilhões no 1T22, alta de 2,3% na comparação com 1T21.

Serviços Financeiros

A carteira de crédito totalizou R$ 5,2 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 12,0% em relação ao 1T21.

Gráfico da Carteira de Crédito da Via
Gráfico da carteira ativa de crédito da Via. Fonte: RI Via

A receita bruta de crediário da Via totalizou R$ 550,0 milhões no 1T22, apresentando crescimento de 3,2% na comparação com o mesmo período de 2021.

De acordo com a Via, o crediário representou 14,0% das vendas consolidadas entre os meses de janeiro e março.

ESG

Em relação aos critérios ESG (environmental, social and governance), a companhia seguiu com diversas iniciativas.

No âmbito social, a Fundação Casas Bahia iniciou o ano integrando a Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da ONU que engaja empresas e organizações em ações alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Resultados Financeiros da Via no 1T22

A receita líquida da Via atingiu R$ 7,4 bilhões no 1T22, apresentando baixa de -2,0% na comparação com o 1T21. 

O lucro bruto da Via atingiu R$ 2,3 bilhões no 1T22, apresentando retração de -4,0% na comparação com o 1T21.  

O custo de mercadorias e serviços vendidos totalizou R$ 5,1 bilhões no 1T22, apresentando retração de -1,0% na comparação com o 1T21. 

O Ebitda ajustado da Via atingiu R$ 758,0 milhões no 1T22, apresentando crescimento de 29,8% na comparação com o 1T21. 

A margem Ebitda da Via totalizou 10,2% no 1T22, apresentando crescimento de 2,5 pontos percentuais na comparação com o 1T21.  

O resultado financeiro da Via totalizou um prejuízo de R$ 428,0 milhões no 1T22, apresentando crescimento no prejuízo de 50,7% quando comparado ao 1T21. 

No 1T22, as despesas gerais e administrativas cresceram 15,8% em relação ao 1T21. 

A margem bruta da Via atingiu 30,7% no 1T22, apresentando retração de -0,6 ponto percentual na comparação com o 1T21. 

O lucro líquido da Via atingiu R$ 18,0 milhões no 1T22, apresentando retração de -37,9% na comparação com o 4T21 e baixa de -90,0% na comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Gráfico do Histórico de Lucros Trimestrais da Via
Gráfico do histórico de lucros trimestrais da Via. Fonte: GuiaInvest

A margem líquida da Via atingiu 0,2% no 1T22, apresentando retração de -2,1 pontos percentuais na comparação com o 1T21. 

Para fazer uma análise do desempenho da empresa, quanto a empresa gera de retorno financeiro, avalie também outros indicadores de rentabilidade, como o giro do ativo e o Retorno sobre o Ativo (ROA).

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Endividamento da Via 

Os indicadores de endividamento da Via estão dentro da normalidade, apresentando uma dívida bruta / patrimônio líquido de 167,4%, abaixo da sua média dos últimos 3 anos.

Veja a evolução histórica dos últimos 10 anos do endividamento da Via:

Gráfico do Histórico de Endividamento da Via
Gráfico do histórico de endividamento da Via. Fonte: GuiaInvest

A dívida bruta da Via em março de 2022, totalizou R$ 9,4 bilhões, apresentando retração de R$ 13,0 milhões na comparação com dezembro de 2021.

A companhia apresentou uma estrutura de capital dentro da normalidade no trimestre, mantendo 40,4% da sua dívida no longo prazo e 59,6% no curto prazo.

Além do endividamento, lembre-se sempre de analisar os outros indicadores de estrutura de capital da empresa, como o endividamento geral, terceiros, composição e imobilização de recursos e não recorrentes.

Faça uma comparação do endividamento dos concorrentes da empresa, que estão inseridas no mesmo setor.

Por fim, avalie também os indicadores de liquidez que fazem parte do conjunto de índices financeiros, para  medir a capacidade financeira da empresa em satisfazer seus deveres junto a terceiros.

Indicadores Fundamentalistas da Via 

Veja abaixo os principais indicadores fundamentalistas da Via para iniciar a sua análise dos fundamentos da VIIA3.

Indicador12/202103/2022Evolução
Preço/Lucro (P/L)-28,3-14,548,8%
Preço/Valor Patrimonial (PVPA)1,51,2-20,0%
Price Sales Ratio (PSR)0,30,2-33,3%
Valor de Mercado (R$)8,4 B6,6 B-21,4%
Ebitda (R$)650,0 M742,0 M14,2%
Lucro por Ação (LPA) $-0,1858-0,2872-54,6%
Rent. Patr. Líq. (ROE) %-5,3%-8,1%-2,8 p.p.
Margem Líquida %-1,0%-1,5%-0,5 p.p.
Liquidez Corrente1,0%0,9%-0,1 p.p.
Data Divulgação09/03/2210/05/22-

* Indicadores com base na data de 11/05/2022.  Fonte: GuiaInvest

Para aplicar todos esses filtros e fazer uma rápida análise fundamentalista, levei menos de 5 minutos com a ferramenta GuiaInvest PRO.

Você pode assinar a ferramenta com preço promocional e ainda receber gratuitamente o PDF “13 Ações do Corona Opportunity”, que são empresas de setores variados, com o Score mais alto de cada setor.

Teleconferência de Resultados Via 1T22

Veja aqui a Transmissão da Teleconferência da Via do 1T22.

Documentos e arquivos dos Resultados da Via do 1T22.

Para conferir os resultados de outros trimestres, em texto ou áudio, acesse a Central de Resultados da Via.

VIIA3 Vale a Pena?

A Via registrou lucro líquido de R$ 18,0 milhões no 1T22, uma variação de -37,9% em relação ao 4T21 e redução de -90,0% em relação ao 1T21. 

A receita líquida foi reduzida para R$ 7,4 bilhões no 1T22, impactada pelas menores vendas nas lojas físicas.

O resultado corresponde a uma margem bruta de 30,7% contra 29,1% no trimestre anterior e 31,4% no 1T21. 

Já a margem líquida diminuiu para 0,2% no 1T22, devido ao maior prejuízo financeiro registrado no período.

Os ativos totais registraram o saldo de R$ 34,7 bilhões, aumento de 4,0% em relação ao saldo no 1T21. 

O patrimônio líquido atingiu a soma de R$ 5,6 bilhões no 1T22, o que representou uma variação de -8,6% em relação ao saldo no 1T21.

Dessa forma, é recomendável acompanhar os resultados futuros da companhia.

Se você quer investir em ações com ótimos fundamentos e que estão sendo negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a sua vaga na minha Carteira Ações para a Vida e receba o meu acompanhamento.

Mas se preferir investir por conta própria, baixe o checklist de 5 critérios para analisar uma ação, tenho certeza que vai lhe ajudar a tomar uma decisão mais assertiva.

Press Release da Via VIIA3 1T22

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.