A Telefônica Brasil (VIVT3) arrematou o segundo lote (B02) para implantação da tecnologia 5G ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4, com oferta de R$ 420 milhões, e ágio de 30,69%.

Já a TIM (TIMS3) levou o terceiro lote (B03), com R$ 351 milhões, apresentando um ágio de 9,22%.

Com abrangência nacional na faixa 3,5 GHz, os lotes exigem uma série de compromissos da empresa vencedora, como a implantação do 5G em municípios com mais de 30 mil habitantes, backhaul de fibra óptica em cidades, compromissos associados à migração de canais transmitidos por TV parabólica para uma nova banda (Ku), e à implementação de redes públicas.

O lote B04, por sua vez, não foi arrematado, pela não apresentação de propostas válidas. Com isso, ele será subdividido em nova etapa do leilão.

A Claro foi quem arrematou o primeiro lote (B01) para implantação da tecnologia 5G, com abrangência nacional na faixa 3,5 GHz, a partir de uma oferta de R$ 338 milhões, e ágio de 5%.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Telefônica no Terceiro Trimestre de 2021

O resultado da Telefônica (VIVT3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 27 de outubro, apresentou um lucro líquido de R$ 1,3 bilhão no 3T21, uma alta de 8,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Telefônica atingiu R$ 4,8 bilhões no 3T21, apresentando crescimento de 11,8% na comparação com o 3T20.

A margem Ebitda da Telefônica totalizou 43,8% no 3T21, apresentando crescimento de 3,8 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

A margem líquida da Telefônica atingiu 11,9% no 3T21, apresentando crescimento de 0,7 ponto percentual na comparação com o 3T20.

As ações da Telefônica (VIVT3) acumulam alta de 11,42% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 26,39% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.