O que é SENAI?

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) é uma instituição privada brasileira de interesse público, sem fins lucrativos, com objetivo de atuar na educação profissionalizante.

O SENAI é o maior complexo privado de educação profissional da América Latina, oferecendo cursos técnicos e superior nas mais diversas áreas.

O programa visa apoiar 281 áreas industriais por meio da formação de recursos humanos e da prestação de serviços técnicos e tecnológicos.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Entendendo o Senai

O Senai foi criado no Brasil em 1942, fazendo parte do Sistema CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Já de cara, o Senai se tornou uma das principais instituições de geração e difusão de conhecimento aplicado ao desenvolvimento industrial. 

Está presente em todos os Estados do Brasil, com 27 Departamentos Regionais, que seguem as diretrizes, programas, processos e atividades do Departamento Nacional do Senai, adequando às necessidades nos estados onde atuam.

O objetivo inicial foi o de promover a formação profissional de trabalhadores e cooperar no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas de interesses para a indústria e atividades assemelhadas. 

O órgão tem um regime de unidade normativa e de descentralização executiva.

Como o Senai é financiado?

Os recursos que financiam as atividades do Senai e do Serviço Social da Indústria (SESI) vêm da contribuição compulsória incidente sobre a folha das empresas contribuintes.

As empresas recolhem compulsoriamente 1,5% ao SESI e 1% ao SENAI sobre o montante da folha de pagamento. 

As empresas contribuintes são do setor industrial, transporte ferroviário e dutoviário e as de comunicações (exceto rádio e TV).

O Senai também apresenta uma receita oriunda de parcerias com empresas, entretanto essa é uma fonte minoritária do orçamento da instituição.

A maior parte das receitas do SESI e do SENAI oriundas da contribuição compulsória é destinada a oferta de cursos e serviços gratuitos

Mais de 60% da receita da contribuição compulsória do SENAI são destinados a despesas com cursos gratuitos. Essas despesas abrangem o pagamento de docentes e equipamentos. 

Tanto o SESI quanto o SENAI se pautam pela eficiência e pela transparência na aplicação da contribuição compulsória arrecadada junto às empresas.

Para garantir que a instituição não seja alvo de desvios ou ineficiências, suas contas são auditadas por 9 instituições públicas e privadas.

Existe também um portal de transparência no qual a instituição divulga seus dados e faz a prestação de contas à sociedade.

Cursos oferecidos no Senai

Todas as matrículas em cursos de Aprendizagem Industrial no SENAI são ofertadas gratuitamente e customizadas para atender às características das empresas contribuintes e do trabalhador.

Porém, a instituição também apresenta modalidades de cursos pagos pelos estudantes.

O SENAI oferece cursos personalizados para indústrias de todos os portes, atendendo, de maneira rápida e flexível, às demandas específicas de treinamento de mão-de-obra. 

A partir de um levantamento de necessidades e perfil dos funcionários, o SENAI propõe uma solução sob medida.

Os cursos customizados podem ser realizados nas instalações da empresa, em alguma escola ou unidade móvel do SENAI e na modalidade a distância.

No geral, não há um setor específico a ser focado pelo SENAI. Tanto os cursos quanto o setor de atuação dependem da região ao qual a unidade se encontra.

Portanto, caso queira saber mais informações sobre quais cursos são oferecidos na sua cidade ou região, o ideal é se informar diretamente na unidade mais próxima ou desejada.

Dentre as áreas de cursos técnicos e profissionalizantes que o SENAI pode oferecer, podemos citar:

  • Alimentos e Bebidas
  • Automação
  • Automotiva
  • Borracha
  • Construção Civil
  • Couros e Calçados
  • Educação
  • Eletroeletrônica
  • Energia
  • Gás
  • Gestão
  • Gráfica e Editorial
  • Informática
  • Joalharia e Lapidação
  • Madeira e Mobiliário
  • Meio Ambiente
  • Metal-Mecânica
  • Mineração
  • Minerais não Metálicos
  • Papel e Celulose
  • Plásticos
  • Química
  • Refrigeração
  • Saúde e Segurança no Trabalho
  • Telecomunicações e Correio
  • Têxtil e Vestuário
  • Transportes
  • Turismo e Lazer