A privatização da Eletrobras (ELET3) vai ocorrer no segundo trimestre de 2022, afirmou nesta sexta-feira, 17, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, minimizando o atraso da avaliação da capitalização da empresa pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que deveria ter julgado a matéria esta semana.

Para não atrasar o processo, o TCU permitiu que o governo prosseguisse com os preparativos da venda enquanto avalia o assunto, mas especialistas do setor temem que não haja tempo hábil para a venda da maior empresa de energia do País.

"A decisão do TCU faz parte do processo, mas acredito que vamos cumprir o cronograma", disse Albuquerque durante coletiva do segundo leilão dos excedentes da cessão onerosa dos campos de Atapu e Sépia.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Eletrobras no Terceiro Trimestre de 2021

O resultado da Eletrobras (ELET3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 16 de novembro, apresentou um lucro líquido de R$ 965 milhões no 3t21, uma queda de 66% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Eletrobras atingiu R$ 5,6 bilhões no 3t21, apresentando crescimento de 4% na comparação com o 3t20.

A margem Ebitda da Eletrobras totalizou 56% no 3t21, apresentando retração de -25,0 ponto percentual na comparação com o 3t20.

As ações da Eletrobras (ELET3) acumulam queda de -2,51% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de -4,25% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.