A Petrobras (PETR4) registrou em 2021 um novo recorde anual de produção no pré-sal, atingindo 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed).

Esse volume corresponde a 70% da produção total da companhia no ano passado, que foi de 2,77 milhões de boed.

O recorde anterior era de 2020, quando foi alcançada a marca de 1,86 milhão de boed, representando 66% da produção total da Petrobras.

A estatal afirmou que a produção no pré-sal vem crescendo rapidamente, e o recorde registrado em 2021 representa mais do que o dobro do volume que produziu na região há cinco anos.

"Com a manutenção do foco de atuação nas suas atividades em ativos em águas profundas e ultraprofundas, a Petrobras continuará investindo na aceleração do desenvolvimento dos campos do pré-sal, que possuem alta produtividade, maior resiliência a baixos preços de petróleo e mais eficiência em carbono", disse a companhia em nota.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

A empresa prevê no seu Plano Estratégico 2022-26 investimentos de US$ 57 bilhões no segmento Exploração e Produção (E&P), sendo 67% desse total no pré-sal, que receberá 12 das 15 novas plataformas previstas para entrar em operação neste período e que deverá ser responsável por 79% da produção total da companhia em 2026.

Resultado da Petrobras no Terceiro Trimestre de 2021  

resultado da Petrobras (PETR4) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 28 de outubro, apresentou lucro líquido de R$ 31,1 bilhões no 3T21, uma alta de 2.114,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.  

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 60,7 bilhões no 3T21, apresentando crescimento de 81,7% na comparação com o 3T20.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 59,0% no 3T21, apresentando crescimento de 12,0 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

A margem líquida da Petrobras atingiu 25,6% no 3T21, apresentando crescimento de 27,8 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 11,78% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 30,65% nos últimos 12 meses.

Informe o DDD + 9 dígitos

Fonte: Estadão Conteúdo.