A Oi S.A. (OIBR3) informou nesta terça-feira (28), através de fato relevante, que, em referência ao processo de “market sounding” no processo competitivo de alienação da operação de telefonia móvel das Sociedades Oi (“UPI Ativos Móveis”) conduzido pelo seu assessor financeiro Bank of America Merrill Lynch (“Bofa”), já previamente comunicado pela Companhia.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A Oi recebeu, no final do dia da última segunda-feira (27), a oferta vinculante revisada apresentada conjuntamente por Telefônica Brasil (VIVT4), TIM (TIMP3) e Claro no valor de R$ 16,5 bilhões, acrescido do compromisso de celebração de contratos de longo prazo de prestação de serviços de capacidade de transmissão junto à Oi.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A oferta vinculante revisada apresentada pelos proponentes, em condições financeiras mais vantajosas do que as propostas anteriores, está sujeita a condições normais em processos desta natureza.

Tendo em vista o Acordo de Exclusividade celebrado entre a Companhia e a Highline do Brasil II Infraestrutura de Telecomunicações S.A. e objeto do Fato Relevante divulgado em 22 de julho de 2020, a Companhia está avaliando as providências que pode e deve tomar em relação ao processo competitivo de alienação da UPI Ativos Móveis, respeitando todos os compromissos assumidos.

A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados sobre o desenvolvimento do assunto objeto deste Fato Relevante.

Resultado da Oi no Primeiro Trimestre de 2020

O resultado da Oi (OIBR3) no primeiro trimestre de 2020 (1t20), divulgado no dia 15 de junho, apresentou um prejuízo líquido de R$ 6,2 bilhões, contra um lucro líquido de R$ 678,7 milhões no mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Oi atingiu R$ 1,5 milhão no 1t20, apresentando queda de 5,8% na comparação com o 1t19.

A margem ebitda foi de 40,0%, uma retração de -10,9 p.p. quando comparado ao 1t19.

Já a margem líquida da Oi atingiu 131,7% no 1t20, apresentando retração de -144,9 p.p. na comparação com o 1t19.

As ações da Oi (OIBR3) acumulam alta de 46,97% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 29,33% nos últimos 12 meses.