A Oi (OIBR3) anunciou nesta sexta-feira (1), a conclusão da venda de sua unidade de fibra óptica Infraco, por R$ 12,9 bilhões, para fundos do BTG Pactual e da Globenet Cabos Submarinos.

Segundo fato relevante, o contrato contempla uma parcela primária, no valor de R$ 3,3 bilhões, uma parcela secundária, de R$ 6,5 bilhões, outras duas parcelas primárias adicionais, que somam R$ 1,6 bilhão, além da incorporação do investidor, no montante de R$ 1,5 bilhão.

Após essas etapas, os acionistas deterão ações representativas de 57,9% do capital social votante e total da InfraCo, permanecendo a Oi e suas afiliadas com a participação restante no capital votante e total.

A efetiva conclusão da operação está sujeita ainda à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à anuência prévia da Anatel, bem como ao cumprimento de condições precedentes usuais para operações dessa natureza, previstas no contrato.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Oi no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da Oi (OIBR3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 11 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 1,1 bilhões no 2T21, apresentando alta de 133,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Oi atingiu R$ 1,3 bilhão no 2T21, apresentando retração de -6,5% na comparação com o 2T20. 

A margem Ebitda da Oi totalizou 29,0% no 2T21, apresentando retração de -0,9 ponto percentual na comparação com o 2T20.  

A margem líquida da Oi atingiu 51,0% no 2T21, apresentando crescimento de 199,1 pontos percentuais na comparação com o 2T20. 

As ações da Oi (OIBR3) acumulam queda de 2,91% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 42,22% nos últimos 12 meses.