O conselho de administração da Oi (OIBR3), em recuperação judicial, aprovou a proposta para venda de imóvel localizado em Brasília, com área de terreno de aproximadamente 152.000 m2 e área construída de 34.645 m2, por R$ 100 milhões.

A proposta foi feita pela DFC Empreendimentos e Participações e Meirelles Mascarenhas Empreendimentos Imobiliários.

Do total negociado, R$ 10 milhões serão pagos na assinatura do contrato e R$ 90 milhões na lavratura da escritura.

Segundo comunicado da companhia, a decisão foi tomada após a desistência de uma proposta anterior que já tinha sido aprovada pelo conselho em agosto.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Oi no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da Oi (OIBR3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 11 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 1,1 bilhões no 2T21, apresentando alta de 133,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Oi atingiu R$ 1,3 bilhão no 2T21, apresentando retração de -6,5% na comparação com o 2T20. 

A margem Ebitda da Oi totalizou 29,0% no 2T21, apresentando retração de -0,9 ponto percentual na comparação com o 2T20.  

A margem líquida da Oi atingiu 51,0% no 2T21, apresentando crescimento de 199,1 pontos percentuais na comparação com o 2T20. 

As ações da Oi (OIBR3) acumulam queda de 2,97% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 43,38% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.