O que é GET?

GET é uma sigla para (Giro dos Estoques Totais). Por meio do GET, uma empresa consegue determinar como está a administração do estoque.

O GET é um importante indicador, uma vez que a manutenção do estoque pode gerar bons reflexos nos resultados da companhia.

Quando a empresa não possui um estoque bem organizado e controlado, as perdas podem acontecer e a margem de lucros pode cair.

Vamos supor que uma empresa possui um grande estoque de computadores, mas, os mesmos não estão sendo vendidos.

Por se tratar de um equipamento eletrônico, com um pouco de tempo, o mesmo se torna obsoleto e a probabilidade de venda cai drasticamente.

Para conseguir liquidar a posição, ao menos, a maior quantidade possível, o empresário terá que reduzir o preço e contar com a “boa vontade” dos compradores.

Se tudo der certo, o empresário consegue liquidar o estoque, mas, em troca, terá que reduzir as margens, ou até, registrar prejuízos.

Um estoque menor teria “salvo” o empresário, e uma eventual redução das margens poderia ser evitada.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

GET na Prática

A fórmula do GET é a seguinte:

Giro do estoque: Total de vendas/volume médio de estoques.

O total de vendas é o próprio total. Já o volume médio de estoque é representado pelo valor inicial do estoque mais o valor final dividido por dois.

Assim, o interessado terá em mãos o volume médio. Por exemplo: vamos supor que uma empresa tem um total de vendas de 1.000 unidades mês.

Dentro do período, no início, o estoque está 1.000 unidades e no final está em 500 unidades. Ao somar e dividir, o volume médio fica em 750 unidades.

Ao colocar os dados na fórmula, nós encontramos um Giro de 1,33. Isso significa que a empresa conseguiu girar o estoque ao menos, uma vez.

Quando o resultado é inferior a 1, então a empresa não está conseguindo girar o estoque, ou o seu estoque está elevado, em comparação às vendas.

Quanto mais alto for o resultado, mais vezes o estoque está sendo renovado. Por exemplo, se as vendas fossem de 2 mil unidades, e o estoque inicial e final permanecesse o mesmo, o Giro seria de 2,66. Ou seja, a empresa estaria girando quase três vezes o estoque.

Relevância do GET

Como o custo de estoque também pode gerar perdas e influenciar nos custos de uma empresa, o controle sobre o mesmo é essencial.

Por isso, o GET tem relevância na hora de avaliar indicadores de uma companhia. Se ao realizar a conta para determinar se o estoque está apropriado, o resultado não sair conforme as expectativas, algo deverá ser alterado.

Vamos supor que o estoque está elevado, e o Giro está abaixo de 1. Isso significa que a empresa está estocando muito mais do que deve,

Portanto, se a empresa é uma indústria e está fabricando sem parar, talvez a fábrica tenha que parar um pouco, ou de repente, o método de trabalho deverá ser mais bem avaliado, por exemplo.

Cuidados com o GET

Mesmo que o GET seja um indicador bastante interessante, o mesmo não pode ser a única forma de avaliação do estoque e tão pouco de uma empresa.

Somado ao GET, o empresário terá que utilizar mais indicadores para conseguir encontrar eventuais gargalos e conseguir corrigir o problema (caso exista) com êxito.