Nesta semana, o CEO da Tesla (TSLA34) e SpaceX, Elon Musk, voltou a liderar o ranking das pessoas mais ricas do mundo da Forbes, com um patrimônio de US$ 203,2 bilhões, ultrapassando o fundador da Amazon (AMZO34) e rival espacial Jeff Bezos.

Musk se tornou a terceira pessoa da história a acumular uma fortuna de mais de US$ 200 bilhões, de acordo com a Forbes.

Procurado pela revista americana para comentar a volta à liderança, Elon Musk comemorou  e aproveitou para provocar o fundador da Amazon e CEO da Blue Origin:

“Vou enviar uma estátua gigante do número ‘2’ para Jeffrey B., junto com uma medalha de prata”, escreveu Musk em um curto email.

A corrida patrimonial e espacial entre os bilionários esquenta cada vez mais.

Em agosto de 2020, Jeff Bezos se tornou a primeira pessoa a ter um patrimônio de US$ 200 bilhões, após as ações da Amazon subirem. 

Uma notável alta de 720% nas ações da Tesla, em 2020, ajudou Elon Musk a se recuperar e ultrapassar o fundador da Amazon pela primeira vez em janeiro de 2021.

A dupla trocou o título várias vezes ao longo deste ano, junto com Bernard Arnault, chefe do conglomerado francês de bens de luxo LVMH. 

Na última segunda-feira (27), Musk voltou ao topo do ranking dos mais ricos e permanece com patrimônio estimado em US$ 203,2 bilhões. 

Jeff Bezos é o segundo mais rico, com cerca de US$ 194,6 bilhões. 

Arnault segue em terceiro lugar, com fortuna de US$ 176,1 bilhões, de acordo com o ranking de bilionários em tempo real da Forbes nesta quarta-feira (29).

Corrida espacial 

Na nova corrida espacial, Musk e Bezon comandam empresas privadas concorrentes. 

Bezos fundou a Blue Origin em 2000, enquanto Musk lançou a SpaceX em 2002. 

Em julho, Bezos voou para o espaço suborbital em um passeio de dez minutos a bordo de uma espaçonave da sua companhia.

Em setembro foi a vez do voo de três dias de duração ao redor da órbita da Terra da espaçonave Inspiration4 da SpaceX.

As duas empresas espaciais também estão envolvidas em uma batalha relacionada aos planos da Nasa de construir um módulo lunar. 

Em abril, a agência espacial federal dos EUA concedeu um contrato de US$ 2,9 bilhões à SpaceX, rejeitando uma oferta da Blue Origin. 

Nos meses seguintes, a empresa de Bezos moveu uma ação judicial contra a agência espacial norte-americana por considerar que a escolha da rival foi equivocada.

A Nasa então anunciou a suspensão do contrato que havia firmado com a SpaceX.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.