A Eletrobras (ELET3) informou nesta quarta-feira, 24, em comunicado ao mercado, que na terça-feira, 23, efetivou as condições previstas no Acordo de Renegociação de Dívida com a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), decorrente do processo de privatização da CEA.

Segundo a companhia, o acordo gera maior previsibilidade de recebimento pela controlada Eletronorte.

Banner will be placed here

A empresa receberá pelo subcrédito-A, R$ 93 milhões em parcela única e mais 23 parcelas mensais de R$ 5,5 milhões, acrescidas de atualização de CDI +2,7% ao ano; e pelo subcrédito-B, R$ 36 milhões, em parcela única e outras 23 parcelas mensais de R$ 2,1 milhões.

No caso de pagamento pontual ou antecipação de cada uma das parcelas do subcrédito-A, a CEA ficará desobrigada de quitar a parcela de mesmo número do subcrédito-B.

Para Elvira Cavalcanti Presta, diretora Financeira e de Relações com Investidores da Eletrobras, a concretização do acordo representa importante passo na recuperação e previsibilidade de recebimento dos referidos créditos pela Eletronorte, que poderá, à medida que houver os recebimentos, avaliar a reversão da provisão, a luz da sua política contábil.

Resultado da Eletrobras no Terceiro Trimestre de 2021

O resultado da Eletrobras (ELET3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 16 de novembro, apresentou um lucro líquido de R$ 965 milhões no 3t21, uma queda de 66% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Eletrobras atingiu R$ 5,6 bilhões no 3t21, apresentando crescimento de 4% na comparação com o 3t20.

A margem Ebitda da Eletrobras totalizou 56% no 3t21, apresentando retração de -25,0 ponto percentual na comparação co

As ações da Eletrobras (ELET3) acumulam alta de 5,36% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 13,42% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.