A Duratex (DTEX3) informou na quinta-feira (24), através de fato relevante, que criou um fundo de Corporate Venture Capital para investimentos em start-ups e scale-ups, em múltiplos estágios, com um primeiro aporte de R$ 100,0 milhões.

A Duratex será a única cotista deste fundo, porém contará com o auxílio da Valetec, uma gestora de venture capital especializada.

Por meio deste fundo, a Duratex poderá acompanhar as macro tendências de transformação e inovação do setor de construção, reforma e decoração, através do desenvolvimento de negócios relevantes no longo prazo.

Ainda, esta nova frente tem como objetivo mapear potenciais disrupções dos negócios e produtos da Companhia, além de ser o veículo adequado para abordar oportunidades identificadas em seu core business.

O CVC é mais um importante passo para a materialização da cultura de inovação da Duratex, além de abrir novas frentes de atuação da Companhia que possibilitam avanços determinantes em seu processo de digitalização e aprimoramento da jornada de consumo de seus produtos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Duratex no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Duratex (DTEX3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 24 de abril, apresentou um lucro líquido de R$ 172,7 milhões, alta de 232,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Duratex atingiu R$ 464,6 milhões no 1T21, apresentando crescimento de 74,4% na comparação com o 1T20.

A Margem Ebitda da Duratex totalizou 26,3% no 1T21, apresentando crescimento de 3,4 pontos percentuais na comparação com o 1T20. 

A Margem Líquida da Duratex atingiu 9,8% no 1T21, apresentando crescimento de 5,3 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

As ações da Duratex (DTEX3) acumulam alta de 0,52% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 65,81% nos últimos 12 meses.