A CSN (CSNA3) informou nesta sexta-feira (10), através de fato relevante, que a CSN Cimentos celebrou contrato de compra e venda de ações por meio do qual pretende adquirir 100% das ações de emissão de LafargeHolcim.

O negócio foi avaliado pelo valor base de US$1,025 bilhão, sujeito a ajuste de preço e valor retido em conta-caução (Escrow), além dos demais termos e condições previstos no respectivo contrato.

O fechamento da operação, que envolve pagamento em caixa, está sujeito à aprovação por parte da autoridade concorrencial.

A aquisição da sociedade adiciona uma capacidade produtiva à da CSN Cimentos de 10,3 milhões de toneladas de cimento por ano por meio de plantas de cimentos estrategicamente localizadas no Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, além de substanciais reservas de calcário de alta qualidade e unidades de concreto e agregados.

São esperadas relevantes sinergias operacionais, logísticas, de gestão e comerciais, com espaço para evolução de mix de produtos e expansão da base de clientes.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da CSN no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da CSN (CSNA3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 04 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no 2t21, apresentando alta de 1.136,3% no mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da CSN atingiu R$ 8,1 bilhões no 2t21, apresentando crescimento de 324% na comparação com o 2t20.

A margem Ebitda da CSN totalizou 53,1% no 2t21, apresentando crescimento de 22,2 ponto percentual na comparação com o 2t20. 

A Margem líquida da CSN atingiu 35,8% no 2t21, apresentando crescimento de 28,6 ponto percentual na comparação com o 2t20.

As ações da CSN (CSNA3) acumulam queda de 0,56% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 123,92% nos últimos 12 meses.