Não sei você, mas atualmente 80% das minhas compras ocorrem através das maiores plataformas de e-commerce do mundo. 

Cito aqui algumas: Amazon, Mercado Livre, Magazine Luiza e Alibaba.

Essas empresas nasceram respectivamente dos seguintes países: Estados Unidos, Argentina, Brasil e China.

O e-commerce é um setor dinâmico e com capacidade de crescimento em qualquer país, afinal, muitas vezes a sua operação atravessa fronteiras. 

Você como investidor já parou para analisar essas empresas?

Vamos aos números mais básicos:

EmpresaTickerP/LEV/EBITROEROICCresc. receitas 5 anosVL de mercado
AmazonAMZO346451312129%+ R$ 8 Tri
Mercado LivreMELI34-272-7,543%+ R$ 370 Bi
Magazine LuizaMGLU322411781226%+ R$ 139 Bi
AlibabaBABA342636146,442%+ R$ 3 Tri

É impressionante o crescimento das vendas e valor de mercado que essas empresas atingiram nos últimos anos. 

A pandemia colaborou para antecipar o crescimento do setor nos próximos anos. É um caminho sem volta.

Banner will be placed here

Incluir uma destas ações para explorar o crescimento do setor, bem como todas as opcionalidades do negócio, é algo que pode fazer sentido e que ventila-se essa possibilidade de inclusão na carteira do Canal Joias da Bolsa.

Quem me acompanha já sabe que 50% do peso na minha análise de ações é em relação a precificação, isto é, analisar se em comparação aos pares a empresa em questão apresenta desconto. 

Neste aspecto a Alibaba chama a atenção, já que negocia apenas 26x o lucro e possui um EV/EBIT de 36, o menor entre seus pares. 

Múltiplos fundamentalistas até bastante folgados se pensarmos a capacidade de escala do negócio.      

A Alibaba é uma gigante chinesa. 

O grupo possui mais de 890 milhões de clientes ativos na China e mais de 240 milhões no resto do mundo. 

Percebe a magnitude destes números?

O Brasil possui um pouco mais de 210 milhões de pessoas, a Alibaba possui o equivalente a mais de 5 vezes a quantidade de pessoas do país inteiro como clientes ativos.

O último resultado reportado pela empresa foi de US$ 30 bilhões em receitas.

Vale destacar que o mercado de e-commerce chinês possui muito espaço para crescimento, as 20 maiores empresas do setor ocupam uma fatia inferior a 20% do total. 

Para você ter uma ideia, nos Estados Unidos essa fatia é superior a 50%.

Essa pulverização entre empresas cria um cenário oportuno para uma consolidação através de aquisições de empresas menores

As vendas dessas empresas crescem consistentemente desde 2017 e nos últimos anos a geração de caixa acelerou.

Para esse segmento de negócio e para a fase de crescimento, a geração de caixa é mais importante do que lucro

Empresas com liquidez podem crescer e se consolidar através de aquisições, como já vimos o mercado chinês tem muito espaço para isso. 

Até setembro de 2020, a empresa possuía mais de US$ 90 bilhões em caixa. 

O ponto é que o receio de medidas mais duras vindas do governo chinês, alegando práticas monopolísticas pela Alibaba, gerou insegurança aos investidores e consequentemente queda no preço das ações.

As ações BABA caíram de US$ 319 para US$ 204, representando uma queda superior a 35%.

Nas duas extremidades, seja no excesso de confiança ou no excesso de pessimismo, os investidores normalmente precificam erroneamente os ativos.

É aí que surgem oportunidades que gostamos no Joias.

Estamos de olhos abertos para o BDR BABA34. Para qualquer movimentação, os assinantes serão avisados em primeira mão.