As ações da Amazon (AMZO34) terminaram 2021 como o pior desempenho entre os grandes nomes de tecnologia, mesmo assim, há razões para acreditar que 2022 pode ser um ano melhor.

As ações da Amazon subiram apenas 2,4% em 2021, apresentando um desempenho muito inferior ao das outras ações chamadas FAANG, grupo formado pelas 5 grandes empresas da área de internet: Facebook (FBOK34), Apple (AAPL34), Amazon (AMZO34), Netflix (NFLX34) e Google (GOGL34).

A Apple ganhou 34%, a Meta Platforms (antigo Facebook) viu suas ações subirem 23%, a Netflix subiu 11% e a Alphabet, empresa-mãe do Google, foi a maior ação de tecnologia do ano e subiu 65%. 

Ao mesmo tempo, a gigante da tecnologia Microsoft (MSFT34) teve alta de 51% no ano e o Nasdaq Composite, índice composto por ações de alta tecnologia, subiu 21%.

A última vez que a Amazon entregou retornos tão ruins para os investidores foi em 2014, quando as ações despencaram 22%.

Quer uma Consultoria de Investimentos? Agende Agora uma Pré-Consulta Grátis.

O que afetou o desempenho da Amazon em 2021?

Vários fatores estão por trás do fraco desempenho das ações da Amazon no ano passado, de acordo com analistas.

A Amazon, como outras empresas de comércio eletrônico, veio de um ano de alta, quando em 2020, a pandemia de coronavírus levou a um aumento nos pedidos online. 

Os consumidores cortaram suas idas às lojas físicas para evitar a exposição ao vírus e migraram para varejistas online para tudo, desde papel higiênico e máscaras até móveis de escritório e halteres. 

A mudança para as compras online impulsionou as vendas da Amazon, beneficiando suas taxas de crescimento e elevando os preços de suas ações. 

Os lucros da Amazon triplicaram no segundo trimestre de 2020 e continuaram com bom desempenho nos três trimestres consecutivos.

Em 2021, à medida que um número crescente de pessoas recebia as vacinas do Covid-19, os consumidores começaram a voltar às lojas e direcionar parte de seus gastos para hábitos pré-pandêmicos, como viajar e jantar fora. 

Embora as compras online continuem robustas, a Amazon viu suas impressionantes taxas de crescimento começarem a diminuir. 

No segundo trimestre de 2021, a receita da Amazon cresceu 27%, o que foi uma desaceleração significativa em relação ao período do ano anterior, quando as vendas dispararam 41%.

A Amazon teve um desempenho inferior às expectativas em seus dois últimos relatórios de lucros, que também pesaram sobre as ações, disse Tom Forte, analista sênior de pesquisa da DA Davidson, em entrevista para a CNBC. 

Outros negócios importantes da Amazon, computação em nuvem e publicidade, tiveram um “ano muito bom” em 2021, mas isso não obscureceu o fraco desempenho da divisão de varejo principal da Amazon, disse Forte, que tem uma classificação de compra de ações da Amazon e um preço-alvo de US$ 3.900 por ação.

“Se você olhar para 2021 como um independente, mostra que ter um bom desempenho na nuvem e na publicidade não é suficiente por si só”, acrescentou.

As preocupações dos investidores em relação ao aumento dos custos no negócio principal de varejo da Amazon também podem ter contribuído para o baixo desempenho das ações, disse Forte.

A Amazon avisou Wall Street por boa parte de 2020 e 2021 que gastaria bilhões de dólares em custos relacionados ao coronavírus, como medidas de segurança para funcionários da linha de frente e crescimento de sua rede física para acompanhar a demanda. 

Então, assim que os custos relacionados à Covid começaram a diminuir no ano passado, a Amazon e outras grandes corporações foram atingidas por restrições da cadeia de fornecimento global e desafios trabalhistas

O CEO Andy Jassy disse que a Amazon assumiria “vários bilhões de dólares” em custos extras no quarto trimestre de 2021 para resolver esses problemas.  

A Amazon aumentou os salários e ofereceu bônus para atrair trabalhadores no mercado de trabalho apertado. 

Enfrentando níveis de pessoal inconsistentes em alguns depósitos, a Amazon teve que redirecionar os pacotes por distâncias mais longas e às vezes mais caras para as instalações com pessoal suficiente disponível para processar os pedidos. 

“Todos nós sabíamos que havia despesas associadas à Covid-19, mas foi uma surpresa para mim quando percebi que eles estavam tendo um problema trabalhista”, disse Forte. 

“Foi uma surpresa negativa e acho que afetou o desempenho das ações”.

Olhando para 2022

Depois de um 2021 sem brilho, as ações da Amazon podem passar por um período mais fácil este ano.

Para o analista do Guggenheim Seth Sigman, a empresa enfrentará comparações mais fáceis ano a ano após o crescimento moderado em 2021.

A Amazon também pode começar a colher os benefícios de alguns de seus investimentos relacionados à pandemia em cadeia de suprimentos e logística nos últimos dois anos, disse Sigman.

“Nossa expectativa é que o crescimento acelere novamente em 2022, após a moderação que vimos nos últimos trimestres”, disse Sigman, que tem uma classificação de compra e um preço-alvo de US$ 4.300 para as ações da Amazon.

Existem várias ressacas do ano passado que ainda podem pesar sobre as ações da Amazon em 2021, como pressões inflacionárias, restrições na cadeia de abastecimento e desafios trabalhistas, disse Forte.

Ainda assim, vários analistas nomearam a Amazon como a melhor escolha para o ano, incluindo Jefferies, Bank of America Global Research, RBC Capital Markets e Goldman Sachs, citando expectativas de uma recuperação em seu negócio de comércio eletrônico.

Fonte: CNBC

Quer uma Consultoria de Investimentos? Agende Agora uma Pré-Consulta Grátis.