O que são Agentes do Mercado Financeiro

Agentes do Mercado Financeiro

O que são Agentes do Mercado Financeiro. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que são Agentes do Mercado Financeiro

Os Agentes do Mercado Financeiro são as instituições que fazem com que o mercado financeiro exista em primeiro lugar e consiga operar de forma eficiente.

O termo agente se refere a todas aquelas entidades que conseguem exercer alguma influência, ou seja, não é incomum que se misture pessoas jurídicas com pessoas físicas.

Banner will be placed here

O que fazem os Agentes do Mercado Financeiro

Cada agente possui a sua própria finalidade. Seja agindo de forma passiva, em outras palavras, apenas reagindo ao que os outros agentes fazem. Ou atuando ativamente para influenciar o ambiente.

A principal função de um agente pode ser a de simplesmente reagir a um estímulo ou decisão de outro agente de forma previsível. Ou seja, comprando mais, vendendo mais ou até mesmo não fazendo nada.

Por outro lado, existem Agentes do Mercado Financeiro que possuem tanto poder que conseguem literalmente controlar a oferta e a demanda.

E por fim, existem os agentes cuja principal finalidade é apoiar outros agentes financeiros, auxiliando-os em sua tomada de decisão.

Os principais Agentes do Mercado Financeiro

O mercado financeiro está recheado de agentes maiores e menores. Para simplificar a compreensão, vamos falar apenas dos principais.

Banco Central

O poder do Banco Central, ou BACEN, é um dos mais abrangentes e com capacidade de influenciar a economia e o mercado financeiro.

Sua principais funções como um Agente são:

  • Controle e execução da política monetária;
  • Organização das reservas cambiais;
  • Regulação da taxa básica de Juros (Taxa Selic);
  • Definição das Regras para as instituições financeiras

Dependendo da forma como o Banco Central for utilizado, é possível estimular a economia do país, incentivar uma determinada área ou até mesmo desestimulá-la.

CVM (Comissão de Valores Mobiliários)

A responsabilidade da CVM é uma das maiores dentre os Agentes que atuam diretamente no mercado financeiro. É essa entidade que regula, controla e fiscaliza o que acontece no mercado de capitais.

Na realidade, tudo que é negociado no mercado de capitais tem que ter o selo de aprovação da CVM. E isso vale tanto para o pequeno agente, como a pessoa física, quanto para o banco.

Resumindo, é a CVM quem dita as principais regras do que acontece no Mercado Financeiro.

Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores é o ambiente tradicional onde acontecem as negociações de produtos financeiros. É neste ambiente que se negocia:

  1. Papéis de empresas (ações);
  2. Títulos de renda fixa;
  3. Contratos derivativos referenciados em ações;
  4. Contratos do mercado futuro;
  5. Contratos do mercado a termo;
  6. Mercadorias (Commodities);
  7. Moedas;
  8. Outros.

No Brasil a bolsa de valores se chama B3, sendo a única de fato em funcionamento no país.

Instituições Financeira

Os principais representantes dessa categoria de Agentes do Mercado Financeiro são os bancos e as corretoras de valores. Mas outros formatos de empresas como cooperativas de crédito e sociedades de crédito podem se enquadrar.

A influência que as instituições financeiras têm sobre o mercado financeiro é bastante preponderante. São estes quem fazem empréstimos, emitem ações, dívidas e exercem poder econômico de compra e venda em larga escala.

Fundos de Investimento

Os fundos de investimento são compostos por um grupo de pessoas físicas que se reúnem para exercer o seu poder econômico comprando bens e ativos na esperança de bons retornos financeiros.

É importante destacar que estes Fundos de Investimento precisam ser geridos por um gestor profissional que seguirá à risca as regras estabelecidas pela CVM.

Pessoa física

A pessoa física, apesar de ser a menor unidade representativa dos Agentes do Mercado Financeiro, é a peça fundamental de toda a estrutura.

O mercado financeiro funciona para atender as vontades da pessoa física e é por ela também gerido. É a pessoa física que investe o seu dinheiro em ações e outros títulos.

A pessoa física pode agir tanto como um investidor individual, exercendo pouca interferência no mercado, como também como um investidor institucional, representado por um CNPJ.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE