Um Ano Após IPO, Cury Dribla Inflação e Supera Meta de Vendas
| ,

Um Ano Após IPO, Cury Dribla Inflação e Supera Meta de Vendas

Em setembro de 2020, a Cury (CURY3) anunciou que pretendia lançar 2 bilhões de reais em imóveis durante 2021.

Por
Atualizado em 14/10/2021

Quando estreou na bolsa de valores, em setembro do ano passado, a construtora Cury (CURY3) anunciou que pretendia lançar 2 bilhões de reais em imóveis durante 2021.  

A meta, no entanto, foi atingida três meses antes do esperado, conforme números da prévia operacional divulgados nesta quarta-feira, dia 13. 

Banner will be placed here

“Foi um ano surpreendentemente bom. Um exemplo disso é nosso empreendimento no Porto Maravilha (na zona central da cidade do Rio de Janeiro).” 

“A previsão era lançarmos uma fase do empreendimento a cada trimestre, mas logo na primeira etapa vendemos todos os 470 apartamentos em um único final de semana”, disse Ronaldo Cury, diretor de relações com os investidores da Cury.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Apesar do ritmo acelerado de vendas, a Cury, que faz parte do grupo da Cyrela (CYRE3) acumula desvalorização de 25% na bolsa desde o IPO.  

Uma das razões para isso é a desconfiança dos investidores com o setor imobiliário diante de uma provável alta nos juros do crédito habitacional, um importante motor de vendas do segmento. 

Para João Carlos Mazzuco, diretor financeiro da Cury, essa não é uma preocupação. “Se os juros ficarem abaixo dos dois dígitos, acredito que ainda será um nível saudável”, pondera ele. 

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Exame e Abecip.org.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE