Telefônica Aprova Conversão das Ações PN em ON (VIVT3)
| ,

Telefônica Aprova Conversão das Ações PN em ON (VIVT3)

Conselho de administração da Telefônica aprovou a conversão de todas as ações preferenciais da companhia em ordinárias.

Por
Atualizado em 14/08/2020

A Telefônica, anunciou na última quinta-feira (13), em fato relevante, a conversão das ações PN (VIVT4) em ações ON (VIVT3).

O conselho de administração da Telefônica Brasil aprovou a conversão de todas as ações preferenciais da companhia em ordinárias.

São 1,119 bilhão de papéis, e a conversão será na razão de 1 para 1.

Com extinção das ações PN, os detentores de tais ações que não aceitarem a conversão vão receber um reembolso de R$ 40,38 por ação.

A companhia vai realizar duas assembleias, uma com todos os acionistas, e outra com os preferencialistas, para deliberar sobre o tema.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe o Relatório “As 3 Melhores Ações para Investir Hoje”.

A administração da Companhia entende que a Conversão gerará valor a todos os seus acionistas, dado que haverá:

  • a extensão a todos os acionistas, após a Conversão, do direito de votarem com as suas ações nas Assembleias Gerais de Acionistas da Companhia;
  • outorga, a todos os acionistas não-controladores, do direito de venda conjunta de suas ações, em linha com a legislação societária em vigor, em caso de alienação de controle a terceiros (tag along), incrementando, deste modo, as suas práticas de Governança Corporativa.

As ações ordinárias (VIVT4) a serem recebidas pelos acionistas titulares de ações preferenciais de emissão da Companhia em decorrência da Conversão participarão de forma integral em todos os benefícios, inclusive dividendos e eventuais remunerações de capital que vierem a ser aprovados, bem como farão jus aos mesmos direitos a que as ações ordinárias de emissão da Companhia fazem atualmente.

Mediante a aprovação da proposta de Conversão e consequente alteração e reformulação do Estatuto Social a ser deliberada na AGE e ratificada em AGESP, será garantido às ações ordinárias detidas pelos acionistas não-controladores o direito de venda conjunta (tag along) de suas ações, em linha com a legislação societária em vigor, na eventual alienação do controle da Companhia.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe o Relatório “As 3 Melhores Ações para Investir Hoje”.

Poderão exercer o direito de recesso os acionistas que, comprovadamente, eram titulares, de forma ininterrupta, de ações de emissão da Companhia desde 09 de março de 2020 (inclusive), data da divulgação do Fato Relevante que tratou inicialmente da Conversão, até a data do exercício do efetivo direito.

Deste modo, apenas a título de esclarecimento, não terão direito de retirada em razão da Conversão os investidores que tiverem adquirido ações preferenciais de emissão da Companhia a partir de 10 de março de 2020 (inclusive).

O valor do reembolso por ação preferencial a ser pago em virtude do exercício do direito de recesso, apurado com base:

  • no patrimônio líquido da Companhia constante das demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2019, devidamente aprovado pela Assembleia Geral Ordinária da Companhia realizada em 28 de maio de 2020 (“AGO”);
  • no número de ações ordinárias e preferenciais, excluídas as ações em tesouraria, corresponde a R$41,72 (quarenta e um reais e setenta e dois centavos) por ação.

Do valor de reembolso por ação será deduzido o valor equivalente ao montante dos dividendos complementares declarados pela Companhia na AGO, uma vez que o valor dos dividendos declarados compunha a conta de lucros e, portanto, o valor patrimonial por ação em 31 de dezembro de 2019.

Considerando-se que o capital social da Companhia encontrava-se dividido em 1.688.693.776 ações (somadas as ações ordinárias e preferenciais e excluídas as ações em tesouraria), o valor de reembolso a ser pago aos acionistas dissidentes, correspondente ao valor de patrimônio líquido ajustado, é de R$40,38 por ação preferencial.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe o Relatório “As 3 Melhores Ações para Investir Hoje”.

Resultado da Telefônica no Segundo Trimestre de 2020

O resultado da Telefônica (VIVT4) no segundo trimestre de 2020 (2t20), divulgado no dia 29 de julho, apresentou um lucro líquido deR$ 1,1 bilhão no 2t20, versus um prejuízo líquido de R$ 1,4 bilhão na comparação com o mesmo período do ano anterior, queda de -21,6%.

O Ebitda da Telefônica atingiu R$ 1,3 bilhão no 2t20, apresentando retração de -5,1% na comparação com o 2t19.

A margem Ebitda da Telefônica totalizou 41,6% no 2t20, apresentando uma alta de -0,05 ponto percentual na comparação com o 2t19.

A Margem líquida da Telefônica atingiu 10,8% no 2t20, apresentando retração de -2,3 pontos percentuais na comparação com o 2t19.

Apesar do momento delicado, a empresa segue resiliente, claro que não apresenta crescimento em suas linhas como seus acionistas gostariam, mas a estabilidade frente aos problemas encontrados mostra a capacidade de VIVT4 em minimamente manter seus números.

Por isso a companhia é considerada um ícone do setor de telecomunicação.

Apesar de não ser uma barganha, entendido pela qualidade do ativo e sua resiliência, VIVT4 é um bom cavalo para se ter em carteira em tempos difíceis como o atual.

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE