A lista de bilionários da Forbes de 2022 conta com 62 brasileiros, cinco nomes a menos do que no ano passado.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A perda é maior se contarmos os nomes dos que apareceram na lista da Forbes das pessoas mais ricas do mundo em 2021 e não retornaram em 2022. Ao todo, são 12 brasileiros que saíram da lista um ano depois.

Os herdeiros do Magazine Luiza (MGLU3) compõem a maior parte da lista. Foram 5 membros da família que não estão mais em 2022 depois que as ações da companhia recuaram mais de 70%.

Luiza Helena Trajano continua na lista das bilionárias brasileiras de 2022 na quinta posição, com patrimônio de US$ 1,4 bilhão (2076º colocação geral).

Os cofundadores da StoneCo (​​STOC31), empresa de pagamentos que estreou no mercado acionário norte-americano em julho, também viram suas fortunas encolher e deixaram o ranking.

Para entrar na lista de bilionários da Forbes, os participantes precisam possuir patrimônio líquido de pelo menos US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,05 bilhões).

No mundo, 329 pessoas perderam o título de bilionárias neste ano. Este é o maior número de saídas desde 2009, quando a crise financeira tirou 355 pessoas da lista.

O país que lidera as quedas no número de bilionários é a China, com 153, seguido da Rússia e dos Estados Unidos, com 35 e 33 ex-bilionários respectivamente.

Conheça abaixo os 13 brasileiros que saíram da lista da Forbes em 2022:

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

1- Franco Bittar Garcia

Posição na lista de 2021: 859

Patrimônio líquido em 2021: US$ 3,5 bilhões 

Fonte da fortuna: Magazine Luiza (MGLU3

Franco Bittar Garcia é neto de Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato, que fundaram a varejista Magazine Luiza em 1957.

Bittar Garcia atua como conselheiro do Magazine Luiza, cujo CEO é seu primo Frederico Trajano.

2- Camilla de Godoy Bueno Grossi

Posição na lista de 2021: 986

Patrimônio líquido em 2021: US$ 3,1 bilhões 

Fonte da fortuna: DASA (DASA3)

Camilla de Godoy Bueno Grossi é filha de Dulce Pugliese de Godoy Bueno e de Edson de Godoy Bueno, fundadores da seguradora Amil e posteriormente da empresa de serviços laboratoriais Diagnósticos da América SA, a DASA.

Ela e seu irmão, Pedro, herdaram suas participações de seu falecido pai.

Dulce permanece na lista de brasileiras mais ricas com patrimônio de US$ 1,7 bilhão.

3- André Street

Posição na lista de 2021: 1249

Patrimônio líquido em 2021: US$ 2,5 bilhões

Fonte da fortuna: StoneCo (​​STOC31)

Andre Street é cofundador da StoneCo, uma processadora de pagamentos online baseada em nuvem que levantou US$ 1,5 bilhão em seu IPO de 2018.

Street detém cerca de 10% da empresa e é o presidente do seu conselho. Ele sai da lista de bilionários depois das ações da Stone despencarem mais de 88% em um ano.

4- Eduardo Pontes

Posição na lista de 2021: 1299

Patrimônio líquido em 2021: US$ 2,4 bilhões

Fonte da fortuna: StoneCo (​​STOC31)

Eduardo Pontes é cofundador e vice-presidente do conselho da StoneCo. Assim como Street, viu seu patrimônio derreter depois da queda das ações da empresa.

5- Fabricio Garcia

Posição na lista de 2021: 1517

Patrimônio líquido em 2021: US$ 2,1 bilhões 

Fonte da fortuna: Magazine Luiza (MGLU3)

Fabricio Garcia é neto de Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato. Ele detém cerca de 8% do Magazine Luiza.

6- Flavia Bittar Garcia Faleiros

Posição na lista de 2021: 1517

Patrimônio líquido em 2021: US$ 2,1 bilhões

Fonte da fortuna: Magazine Luiza (MGLU3)

Flavia Garcia Faleiros é neta de Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato.

7- Jorge Feffer

Posição na lista de 2021: 1931

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1,6 bilhão 

Fonte da fortuna: Suzano (SUZB3)

Jorge Feffer é um dos quatro irmãos que controlam a Suzano, gigante brasileira da celulose fundada por seu avô, Leon Feffer. 

Atualmente, ele é membro do conselho de administração da empresa.

As ações da empresa sofreram em 2021 diante do aumento nos preços da celulose e dos custos de produção.

8- Fernando Trajano

Posição na lista de 2021: 2035

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1,5 bilhão 

Fonte da fortuna: Magazine Luiza  (MGLU3)

Outro herdeiro da Magazine Luiza que saiu da lista de bilionários em 2022 é Fernando Trajano, neto de Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato, fundadores do Magalu.

9- Gisele Trajano

Posição na lista de 2021: 2141

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1,4 bilhão 

Fonte da fortuna: Magazine Luiza (MGLU3)

Gisele Trajano é neta de Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato.

10- Samuel Barata

Posição na lista de 2021: 2141

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1,4 bilhão 

Fonte da fortuna: Grupo DPSP

Samuel Barata é dono de pouco mais da metade do Grupo DPSP, uma das maiores redes de farmácias do Brasil.

A empresa foi formada em 2011 pela fusão da Drogaria Pacheco, de propriedade de Barata, e da Drogaria São Paulo, de propriedade da família Carvalho.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

11- Guilherme Peirão Leal

Posição na lista de 2021: 2141

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1,4 bilhão 

Fonte da fortuna: Natura (NTCO3)

Guilherme Peirão Leal é copresidente do conselho de administração da Natura e dono de uma participação de 25% na companhia. 

12- Maria Pinheiro

Posição na lista de 2021: 2674

Patrimônio líquido em 2021: US$ 1 bilhão 

Fonte da fortuna: Grupo Mateus (GMAT3)

Maria Barros Pinheiro é cofundadora da rede de supermercados Grupo Mateus. Ela e seu então marido, Ilson Mateus, fundaram a empresa em 1986.

Ele é o atual CEO e continua na lista da Forbes de 2022 com um patrimônio líquido de US$ 1,4 bilhão.

Já ela, foi a novata na lista de 2021 e não aparece mais em 2022.