Moody's Eleva Rating da Petrobras (PETR4) de Ba2 para Ba1
| , ,

Moody’s Eleva Rating da Petrobras (PETR4) de Ba2 para Ba1

A Moody’s decidiu nesta terça-feira, 28, elevar o rating da Petrobras (PETR4) de Ba2 para Ba1, com perspectiva estável.

Por
Atualizado em 28/09/2021

A Moody’s decidiu nesta terça-feira, 28, elevar o rating da Petrobras (PETR4) de Ba2 para Ba1, com perspectiva estável.

Em comunicado, a agência diz que a mudança é motivada primariamente pelo desempenho operacional e financeiro “forte” da empresa, bem como por suas “métricas de crédito sólidas”.

Banner will be placed here

Segundo a Moody’s, a empresa tem histórico positivo de melhoria no desempenho operacional e financeiro, o que resulta em uma métrica de crédito sólida para sua categoria de rating.

Além disso, a agência espera que a disciplina operacional e financeira da empresa continuem a apoiar sua geração de caixa.

Para a Moody’s, a governança corporativa da companhia “a protege um pouco da interferência do governo” e essa governança tem melhorado desde o início da Operação Lava Jato, no início de 2014.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Petrobras no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da Petrobras (PETR4) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 04 de maio, apresentou lucro líquido de R$ 42,9 bilhão no 2T21, uma alta de 1.679,6% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 61,9 bilhões no 2T21, apresentando crescimento de 147,9% na comparação com o 2T20.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 55,9% no 2T21, apresentando crescimento de 6,9 pontos percentuais na comparação com o 2T20. 

A margem líquida da Petrobras atingiu 38,7% no 2T21, apresentando crescimento de 44,0 pontos percentuais na comparação com o 2T20.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 10,43% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 47,92% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE