A Marcopolo (POMO4) informou nesta quarta-feira (30), através de fato relevante, que, a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins, a companhia e suas controladas calculam em R$ 383 milhões os valores a receber englobados em suas ações judiciais que discutem a questão.

Segundo a Marcopolo, conforme tratativas mantidas com seus auditores independentes, a companhia e suas controladas reconhecerão o valor, antes de efeitos fiscais, nas demonstrações financeiras consolidadas neste mês de junho.

Resultado da Marcopolo no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Marcopolo (POMO4) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 03 de maio, apresentou um prejuízo líquido de R$ 14,7 milhões no 1t21, versus um lucro de R$ 10,7 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Marcopolo atingiu R$ 23,5 milhões no 1T21, apresentando retração de -76,9% na comparação com o 1T20.

A Margem Ebitda da Marcopolo totalizou 2,8% no 1T21, apresentando retração de -8,3 pontos percentuais na comparação com o 1T20. 

A Margem Líquida da Marcopolo atingiu -1,8% no 1T21, apresentando retração de -3,0 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

As ações da Marcopolo (POMO4) acumulam alta de 4,30% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 19,36% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.