Gol (GOLL4) Gera Caixa Líquido pelo 2º Mês Seguido em Dezembro
| ,

Gol (GOLL4) Gera Caixa Líquido pelo 2º Mês Seguido em Dezembro

As receitas brutas consolidadas da companhia atingiram R$ 852 milhões e a taxa de ocupação média foi de 81,0%.

Por
Atualizado em 08/01/2021

A Gol (GOLL4) divulgou nesta sexta-feira (8) sua Atualização ao Investidor para dezembro de 2020, quando gerou caixa líquido pelo segundo mês consecutivo, totalizando R$ 6 milhões/dia. As informações são preliminares e não auditadas.

“Essa é uma evolução notável em comparação ao consumo líquido de caixa de R$ 3 milhões/dia que a companhia previa para esse período”, destaca a empresa em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

As receitas brutas consolidadas da companhia atingiram R$ 852 milhões e a taxa de ocupação média foi de 81,0%.

A Gol informa ainda que aumentou a sua oferta para uma média de 476 voos/dia em dezembro, crescimento de 29% em relação à média de 369 voos diários de novembro.

Banner will be placed here

Em períodos de pico no mês de dezembro, a companhia operou aproximadamente 610 voos/dia em resposta ao aumento da demanda por transporte aéreo.

Nesse mês, a Gol atingiu um novo recorde de passageiros transportados desde o início da pandemia, com mais de 89 mil clientes em um único dia.

“Nesse ano extremamente desafiador para as empresas aéreas, estamos orgulhosos da excelência na gestão de balanço, malha, precificação e oferta da Gol”, destaca o presidente da empresa, Paulo Kakinoff.

“A companhia reafirma sua liderança no setor de transporte aéreo, evidenciada pela nossa capacidade de rápida adaptação e inovação diante das adversidades. Ao olharmos para o futuro, acreditamos que essa abordagem determinada e flexível levará a Gol a alcançar crescimento ainda maior em 2021.” 

Busca de passagens 

No comparativo do quarto trimestre com o terceiro trimestre de 2020, houve crescimento de 46% na busca por passagens aéreas da Gol.

Segundo a empresa, em datas específicas esse indicador superou o mesmo dia de 2019, o que a Gol considera uma importante sinalização da retomada de confiança dos consumidores.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

“Como reflexo desse maior interesse e também em relação ao terceiro trimestre, a companhia registrou nesse quarto trimestre um aumento de 24% nas vendas em todos os seus canais de comercialização”, informa. 

Alta temporada 

A malha de alta temporada, em operação entre 18/12/20 e 31/01/21, terá em média 558 voos diários, para atender a demanda de clientes que desejam voar para as festas de final de ano e férias de verão.

“Durante esse período, a companhia segue implementando uma de suas principais alavancas de crescimento: a conectividade.”

“As novas rotas em São Paulo (GRU e CGH), Brasília (BSB), Rio de Janeiro (GIG e SDU), Fortaleza (FOR) e Salvador (SSA) são importantes componentes do crescimento da malha e contribuem para capturar a demanda em todo o País, por meio dos seus hubs distribuídos nacionalmente”, ressalta.

Em dezembro, a Gol adicionou Jericoacoara (Ceará), Caldas Novas (Goiás) e Cabo Frio (Rio de Janeiro) aos seus destinos de voos, o que significa que agora está operando 100% das bases de sua malha doméstica.

Resultado da Gol no Terceiro Trimestre de 2020

O resultado da GOL (GOLL4) no terceiro trimestre de 2020 (3t20), divulgado no dia 04 de novembro, apresentou um prejuízo líquido de R$ 1,7 bilhão, contra um prejuízo de R$ 242,0 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Gol atingiu um prejuízo de R$ 204,0 milhões no 3t20, versus um lucro de R$ 1,1 bilhão na comparação com o 3t19.

A margem Ebitda da Gol totalizou -20,9% no 3t20, apresentando retração de -51,6 pontos percentuais na comparação com o 3t19. 

A Margem líquida da Gol atingiu -176,4% no 3t20, apresentando retração de -169,9 pontos percentuais na comparação com o 3t19.

As ações da GOL (GOLL4) acumulam queda de 6,17% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 34,74% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE