O que é fluxo de caixa descontado?

Fluxo de caixa descontado (FCD) é o valor estimado de uma empresa com base nas perspectivas de faturamentos futuros, incluindo um fator de risco e o tempo decorrido dessa projeção.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Em outras palavras, o fluxo de caixa descontado é uma projeção daquilo que sua empresa poderá produzir no futuro, cujo valor é trazido para o presente para deduzir o valor justo atual do negócio. 

A análise do fluxo de caixa descontado é muito utilizado na análise de investimentos, principalmente através dos métodos que utilizam da análise fundamentalista.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o fluxo de caixa descontado?

O fluxo de caixa descontado é um método muito utilizado para tentar deduzir o valor atual de um negócio.

O seu método é igual ao cálculo chamado de Valor Presente Líquido (VPL), muito visto nas disciplinas de matemática e engenharia financeira.

O fluxo de caixa descontado é obtido através da estimativa dos ganhos financeiros futuros, os quais serão divididos por uma taxa de juros (fator de risco) e o horizonte de tempo da estimativa.

A metodologia de cálculo do FCD utiliza três fatores principais:

Estimativa de fluxo de caixa 

A estimativa de fluxo de caixa a projeção do faturamento e dos custos da empresa em um determinado período. 

Quando se pretende comprar ou investir em um negócio é preciso saber quanto serão os ganhos financeiros futuros para se ter uma ideia se vale ou não a pena o valor a ser gasto no empreendimento. 

Portanto, esta é uma informação fundamental para investidores e financiadores.

Taxa de desconto

A taxa de desconto é o valor que deve ser considerado com base nos riscos da atividade exercida pela empresa, no custo médio do capital e no custo de oportunidade.

O custo médio do capital é o valor gasto para conseguir os fundos necessários para o investimento, que pode ser expresso em termos de taxa de juros do financiamento.

Já o custo de oportunidade é a taxa de juros de uma aplicação segura, livre de riscos.

O custo de oportunidade deve ser considerado pois o investimento no negócio deve gerar resultados melhores do que os investimentos livres de risco para valer a pena.

Caso contrário, a escolha mais racional é pegar o dinheiro e aplicar em algum título público, como o Tesouro Selic.

É importante, aqui, perceber que esses valores podem variar de negócio para negócio.

Valor residual

O valor residual é  o valor dos bens do negócio no fim da sua vida útil. 

Aqui se refere ao somatório do valor futuro de itens como imóveis, máquinas e automóveis, por exemplo, que serão vendidos em caso de fechamento do negócio.

Também pode ser conceituado como o valor que se espera vender o empreendimento no futuro.

Fórmula do fluxo de caixa descontado

Como visto, o fluxo de caixa descontado mensura o valor atual de um negócio através do método de trazer para o presente os valores futuros dos ganhos financeiros, descontados de uma taxa de desconto.

Sua fórmula é semelhante ao do cálculo do VPL, que é definido da seguinte maneira:

VPL = FCº + FC¹/(1 + r)¹ + FC²/(1 + r)² + … + (FC^  t + VR)/(1 + r)^  t

Em que temos:

VPL = Valor Presente Líquido

FC^  t = Fluxo de caixa no período t

VR = Valor residual

r =  taxa de desconto

Assim, o valor do VPL nos dá o valor presente do somatório dos ganhos financeiros (fluxos de caixa) futuros descontados por uma taxa de juros.

Entendendo o fluxo de caixa descontado

Em um primeiro momento, o conceito de fluxo de caixa descontado pode parecer complicado, mas o seu entendimento pode ser feito com um exemplo de uma simples aplicação  financeira.

Consideremos que estamos nos tempos áureos da poupança de 6% a. a.

Dessa forma, suponhamos que alguém chegue para você e lhe pergunte o que é melhor, receber R$100,00 hoje ou R$125,00 daqui há três anos?

Para isso, façamos a seguinte conta:

VPL = 0/(1+0,06)¹ + 0/(1+0,06)² + 125,00 /(1+0,06)³

VPL = 104,95

Ou seja, R$125,00 daqui há três anos, equivale a R$104,95 hoje. Isso porque, se você pegar esse dinheiro e aplicar a uma taxa de 6% ao ano, terá R$125,00 daqui há três anos.

Neste caso, é mais vantajoso esperar três anos e receber R$125,00 do que pegar R$100,00 hoje, exceto se a pessoa tiver utilidade maior para empregar este dinheiro.

Podemos imaginar esse exemplo para o valor de uma ação. 

Caso o VPL de uma ação tenha dado R$104,95, e o seu valor atual seja de R$100,00, por exemplo, pode ser vantajoso investir na ação.

Assim, o fluxo de caixa descontado pode ser empregado para analisar se o preço atual de uma ação está interessante, levando em conta o preço que se espera para o seu futuro e uma taxa de juros qualquer.