El Salvador planeja construir a primeira “Cidade Bitcoin”, anunciou o presidente do país, Nayib Bukele, no sábado (20), em evento para promover o bitcoin (BTC).

A “Bitcoin City” será circular, contará com 1 aeroporto, áreas residenciais e comerciais, serviços, entretenimento, restaurantes e uma praça central projetada para parecer um símbolo bitcoin quando vista de cima.

A construção terá início em 2022 na região Leste de La Unión, município a cerca de 180 km da capital São Salvador, próximo ao vulcão Conchagua, já que toda cidade será movida por energia geotérmica.

El Salvador inclusive já anunciou que estava minerando Bitcoins com energia vinda do vulcão.

A cidade será financiada inicialmente por títulos lastreados na criptomoeda.

Bukele estima que toda a infraestrutura da cidade custará cerca de 300 mil bitcoins.

O único imposto cobrado na nova cidade será o IVA (imposto sobre valor agregado, que incide sobre o consumo de produtos, serviços, importações e transações comerciais).

O líder de El Salvador comparou o seu projeto com as cidades fundadas por Alexandre, o Grande. “Se você quer que o bitcoin se espalhe pelo mundo, devemos construir algumas Alexandrias“, disse Bukele. 

El Salvador quer arrecadar US$ 1 bilhão por meio de ‘Título Bitcoin’

Separadamente, o país também planeja levantar cerca de US$ 1 bilhão por meio de um “Bitcoin Bond” em parceria com a Blockstream, uma empresa de infraestrutura de ativos digitais.

Metade dos fundos seria usada para comprar bitcoin, enquanto os outros iriam para infraestrutura de energia e mineração de bitcoin, disse o governo.

O país planeja emitir os títulos iniciais em 2022, com vencimento de 10 anos.

Samson Mow, diretor de estratégia da Blockstream, disse que há um lock-up (bloqueio de negociações) de cinco anos no título.

Após esse período, El Salvador começaria a vender parte do bitcoin usado para financiar o título para dar aos investidores um “cupom adicional”, disse Mow, apostando que o valor da criptomoeda continuaria a aumentar fortemente.

Em junho, El Salvador aprovou uma lei tornando-o o primeiro país do mundo a aceitar o bitcoin como moeda legal. Mas nem toda a sua população concorda com a mudança.

Em setembro, milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a lei, temendo que a introdução da criptomoeda pudesse levar à instabilidade no país centro-americano.

O país também lançou uma carteira bitcoin para permitir que os cidadãos usem a criptomoeda.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".