A Copel (CPLE6) concluiu o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) lançado em 18 de agosto de 2021, com a adesão de 509 funcionários, que devem se desligar da empresa a partir de fevereiro de 2022.

A informação foi divulgada em comunicado ao mercado nesta quinta-feira, 4.

O custo total estimado com indenizações, segundo a empresa, é de R$ 134,5 milhões, a ser reconhecido no exercício de 2021, com economia anual estimada em R$ 151,5 milhões.

Para a empresa, o resultado representa mais um passo no compromisso assumido pela Copel na implementação do plano estratégico, com aumento da produtividade e eficiência e aceleração da transformação digital.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Copel no Segundo Trimestre de 2021

O resultado da Copel (CPLE6) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 11 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 1,0 bilhão no 2t21, uma queda de 37% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Copel atingiu R$ 1,5 bilhão no 2t21, apresentando retração de -12,1% na comparação com o 2t20.

A margem Ebitda da Copel totalizou 27,9% no 2t21, apresentando retração de -9,7 ponto percentual na comparação com o 2t20. 

A Margem líquida da Copel atingiu 18,5% no 2t21, apresentando retração de -15,7 ponto percentual na comparação com o 2t20.

As ações da Copel (CPLE6) acumulam queda de 1,48% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 14,15% nos últimos 12 meses.

Informe o DDD + 9 dígitos

Fonte: Estadão Conteúdo.