O que é operar Comprado?

O mundo dos investimentos e da Bolsa de Valores é muito amplo e oferece milhares de chances para quem tem esse sonho de investir e alavancar sua carreira.

No entanto, não é fácil atuar nesse caminho, no qual necessita de muita visão de mercado, conhecimento financeiro e principalmente conhecer as estratégias que devem ser traçadas.

Além disso, ter o domínio técnico dos diversos termos que pertencem a esse ramo é muito importante, visando uma atuação mais confortável do investidor.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Nesse caso, dentre as diversas estratégias de mercado, entra em cena o chamado operar comprado. E o que significa isso?

Operar comprado é uma estratégia que o investidor usa tendo o intuito de adquirir ações que possuem projeção de se valorizar, ou seja, passa a ter esperança de aumento de valor.

Em outras palavras, o objetivo principal é comprar uma ação num determinado período e realizar sua venda quando essa estiver valorizada, obtendo aumento dos lucros.

Essa é uma operação muito comum no mercado financeiro, e mesmo que pareça fácil de ser realizada, é necessário ter muito cuidado e percepção quanto ao momento certo de usá-la.

Qual a diferença entre operar Comprado e operar Vendido?

Como já foi visto, operar comprado refere-se a compra de uma ação com o objetivo de vendê-la após sua valorização.

Além dessa estratégia, existe outra que é totalmente o seu oposto, no qual é chamada de operar vendido.

Nesse caso, acontece que o investidor vende certa ação e tem objetivo de comprá-la quando seu preço estiver mais baixo, lucrando, assim, sobre o preço de compra.

Essa é uma tática menos comum no mercado financeiro, porém é necessário o estudo das situações para obter sucesso no investimento.

Há vantagens em operar Comprado?

Quanto a essa maneira de atuar no mercado financeiro, são duas as vantagens que se destacam de forma predominante, sendo em relação ao tempo de investimento e sua segurança.

Quanto ao tempo de investimento, através do operar comprado é possível obter os lucros em um prazo curto e médio.

Além disso, quanto à segurança, quem faz esse tipo de investimento tem intuito de lucrar em um momento exato de valorização, não investindo em ações por um tempo indefinido.

Dessa forma, o estudo realizado acerca disso é muito eficaz e já definido, o que traz muita segurança e menos contratempos para quem realiza esse tipo de investimento.

Existem outras estratégias para Operar?

Uma questão muito importante, e que é necessário ter atenção na hora de investir, está no tempo. Valendo essa relativa tanto ao operar comprado quanto ao operar vendido.

Por isso, serão explicadas três estratégias muito comuns, em que o investidor pode se enquadrar visando mais benefícios e melhoria das negociações. São elas:

  • Estratégia de longo prazo;
  • Estratégia de curto prazo;
  • Estratégia de curtíssimo prazo.

Na estratégia de longo prazo, o investidor busca manter as ações por um longo período, até que essa atinja o maior pico de valorização e assim possa lucrar sobre elas.

Como vantagem dessa forma de investir, é sabido que a maior tendência é que as ações se valorizem com o tempo, ou seja, adotar essa estratégia favorece o investidor.

No caso da estratégia a curto prazo, as ações são compradas e vendidas em um período de poucos dias ou semanas, necessitando assim um olhar mais atento ao mercado.

Em curto prazo, geralmente se busca lucrar de forma mais rápida.

Por fim, em relação a estratégia de curtíssimo prazo, é quem investe e atua no mercado várias vezes no mesmo dia, trabalhando com especulação.

Muito comum nesse caso, são os conhecidos como Day Traders.