Como Reduzir o Risco de Investir em Criptomoedas
SIMULE AGORA
|

Como Reduzir o Risco de Investir em Criptomoedas

Veja como você pode minimizar os riscos de perder dinheiro no mercado de criptomoedas.

Por
Atualizado em 27/07/2021

Quando se fala em criptomoedas, geralmente duas vêm em mente: o alto potencial de ganhos e a volatilidade desses ativos. Se você busca mais segurança, algumas atitudes podem ajudar a reduzir o risco de investir em criptomoedas.

Você investiu em Bitcoin (BTC) porque alguém que conhece teve um grande lucro ou porque viu que o valor de um ativo disparou de repente?

Mesmo com a popularização dos ativos digitais, a maioria investe neles sem ter o conhecimento adequado de como funciona a criptomoeda. 

Olhar apenas para o lucro ou porque viu Elon Musk mencioná-la no Twitter pode levá-lo a um grande prejuízo.

Ainda muito recente no mercado e sem contar com os tradicionais órgãos reguladores do sistema financeiro, as criptomoedas apresentam riscos notáveis

Há grandes oscilações no preço sem motivos aparentes, problemas potenciais com hacks, operações no curto prazo, entre outros.

Como não há uma estratégia certeira para o mercado de criptoativos, é essencial que antes de investir você o entenda, caso contrário, isso pode lhe custar o seu dinheiro.

Aqui estão 8 coisas que podem ajudar a mitigar os riscos de investir em criptomoedas:

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Tenha certeza de que investir em criptomoedas é para você

A primeira coisa que você deve levar em consideração antes de investir em criptomoedas é se tolera os riscos desse tipo de investimento.

A melhor maneira de saber isso é definindo o seu perfil de investidor. Caso ainda não saiba o seu, faça o teste de perfil de investidor.

Ele mostrará a sua tolerância e disposição para assumir riscos em troca de maior potencial de rentabilidade.

Por causa de sua alta volatilidade, as criptomoedas são investimentos indicados para os perfis moderados e arrojados

Pois, assim como podem proporcionar excelentes ganhos, também podem levar a perdas expressivas.

Não invista mais do que pode perder

Depois de estar ciente dos riscos, tome cuidado para não se expor demais aos criptoativos.

Ao contrário de ações e títulos que possuem lucros subjacentes ou fluxos de caixa ditando os preços, as criptomoedas são controladas inteiramente pela especulação dos investidores. 

Por conta desse potencial de volatilidade, o conselho é simples: Não invista mais do que você pode perder.

Muitos investidores iniciantes cometem o erro de investir todo seu dinheiro buscando multiplicar rapidamente o patrimônio. Porém, o retorno está longe de ser garantido. 

Estamos falando de um investimento de renda variável altamente volátil.

Por mais que a tentação de investir grandes quantidades possa ser grande, o ideal é que você comece devagar, e vá aumentando os aportes à medida que se sentir mais seguro e familiarizado com o investimento. 

Além disso, invista apenas se tiver capital suficiente e se esse dinheiro não for necessário em outro lugar no futuro imediato. 

Nem pense em pegar um empréstimo e investir em moedas digitais.

O investimento em criptoativos será sempre arriscado. Por isso, não é seguro ter muito uma porção grande do portfólio nesses ativos.

O recomendado pela maioria dos especialistas é que esse tipo de investimento não represente mais do que 1% a 5% do seu patrimônio.

Banner will be placed here

Pesquise, estude, entenda o mercado

Para começar a investir em criptomoedas é importante aprender minimamente sobre esse mercado, como ele funciona, a proposta do ativo, como os preços são definidos, etc.

Compreender as criptomoedas pode não ser fácil, já que é um mercado composto por tecnologias complexas, mas também não é preciso ser um expert no assunto para investir.

Ao aprender mais sobre os fundamentos e se manter atualizado sobre o assunto, você conseguirá evitar graves erros, como se desesperar com a queda e vender com prejuízo. 

Existem muito mais criptoativos do que o famoso Bitcoin. 

Por isso, antes de prosseguir com qualquer investimento em criptomoeda, leia seu whitepaper. Lá conseguirá ter uma boa ideia sobre quais são os planos do ativo e como ele funciona.

Não invista só porque outros estão fazendo isso

A recente alta do bitcoin trouxe muitos investidores novos para esse mercado.

Com o assunto criptomoedas se popularizando, muitos investidores, empresários e entusiastas estão dando suas opiniões sobre os ativos.

A ideia de que você deve investir em um ativo só porque a maioria está, ou porque ouviu algum famoso falar dele é totalmente errada.

Assim como nas ações, não siga a manada. Não invista apenas porque outros estão investindo. 

Reserve um tempo para pesquisar e invista apenas se isso fizer sentido para você.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Cuidado ao investir em altcoins

Os tokens digitais diferentes do bitcoin são chamados de “altcoins”. Existem mais de 4 mil criptomoedas diferentes que diferem em capitalização de mercado, volume, preço e aplicações.

Algumas são voltadas para a solução de problemas financeiros, como facilitar os pagamentos digitais ou tornar os negócios mais eficientes.

Outras são otimizadas como plataforma de criptografia, facilitar o rastreamento ou obter mais privacidade.

Já outras não possuem um propósito específico e foram criadas na brincadeira, como a criptomoeda meme Dogecoin (DOGE).

Como essas moedas digitais costumam ser menores, algumas avaliadas em pequenas frações de centavo, elas tendem a se mover mais rápido do que as grandes moedas.

Com isso, há mais potencial para grandes disparos nos preços das moedas e também mais risco.

Na dúvida, aposte em bitcoin e ethereum 

As apostas mais seguras no universo das moedas digitais são as criptomoedas mais conhecidas como bitcoin (BTC) e ethereum (ETH).

Essas duas criptomoedas têm muito mais fundamentos do que outros tokens e possuem coisas reais acontecendo com elas. 

Em geral, os investidores gostam do bitcoin por seu potencial como reserva de valor, muitas vezes o comparando com ouro ou outros metais preciosos.

Assim como o ouro, o bitcoin tem uma qualidade importante: a escassez. Apenas um certo número de bitcoins existirá. Esse é um dos motivos pelos quais é elogiado por consultores financeiros como um diversificador de portfólio.

A Ethereum, por sua vez, é conhecida por sua tecnologia blockchain, um livro-razão digital descentralizado que atua como uma plataforma para todos os tipos de outras coisas no mundo dos ativos digitais.

Desde tokens não fungíveis (NFTs) a aplicativos financeiros descentralizados (DeFi) para outras moedas digitais e contratos inteligentes, tudo pode ser feito no ecossistema Ethereum.

Por esse motivo, comprar ether, a criptomoeda do Ethereum, pode ser uma maneira de obter exposição a alguns cantos do mercado de criptoativos. 

Escolha uma exchange confiável

As exchanges são plataformas eletrônicas que conectam os compradores e vendedores de criptoativos. Dessa forma, facilitam a compra, venda e troca para que a transação seja efetuada de maneira mais segura.

Vale lembrar que nem todas as exchanges são 100% confiáveis. Já ocorreram casos de roubos de criptomoedas e bloqueios de saque. Por isso, a importância de escolher uma exchange segura e confiável.

Para isso, procure informações sobre a reputação, transparência, funcionários e tempo de atividade. 

Verifique também o volume de negociações, liquidez dos principais criptoativos, as taxas cobradas e sua reputação em sites de reclamação, além da análise da segurança da empresa.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Diversifique seu portfólio

Uma das melhores maneiras de minimizar os riscos dos investimentos é a diversificação. Isso vale também para as criptomoedas.

Tenha um portfólio alocado em diferentes classes de ativos como ações, títulos, imóveis, criptomoedas e assim por diante.

Dessa forma, você ajuda a reduzir a volatilidade geral do seu patrimônio e aumentar a rentabilidade.

Como diz o velho ditado: “Não coloque todos os ovos na mesma cesta”.

Quando se trata de criptomoedas, isso é ainda mais verdadeiro.

Não tenha só criptomoedas. Diversifique em outros tipos de ativos.

Também não é recomendado ter uma grande posição nos ativos digitais. A porcentagem do seu portfólio destinada a eles também pode ser diversificada com diferentes criptomoedas.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE