O que é capitalização bursátil?

Capitalização bursátil é um termo que faz referência ao mercado de capitais. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Trata-se do somatório do valor de todas as ações das companhias que são negociadas nas bolsas de valores.

Cada ativo, afinal, possui um volume de dinheiro em negociação que pode ser traduzido em valor de mercado de uma companhia. 

Ao somarmos todo o montante de ações negociadas na B3 (bolsa de valores do Brasil) em um determinado dia, teremos a capitalização bursátil daquela data.

No Brasil, a B3 costuma divulgar essa informação a todo momento do dia, enquanto o pregão está em aberto.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona a capitalização bursátil?

A bolsa de valores é um ambiente que centraliza negociação de diversos ativos. 

Ela permite a união de interessados em compra ou venda das ações

As negociações são realizadas quando alguns investidores (ofertantes e demandantes de ativos) chegam a um acordo sobre o preço e quantidade dos ativos a serem transacionados.

Para as empresas, o mercado bursátil é uma importante fonte de capitalização. 

A emissão de ações é uma forma das empresas expandirem suas atividades.

A venda das ações emitidas entrará no caixa das empresas. Geralmente será utilizada para investimentos ou pagamento de dívidas.

As empresas entram na bolsa e, com isso, vendem ações a partir do processo chamado Initial Public Offering (IPO), oferta pública inicial em inglês. 

O IPO é um tipo de oferta pública em que as ações de uma empresa são vendidas ao público em geral numa bolsa de valores pela primeira vez. 

É o processo pelo qual uma empresa se torna numa empresa de capital aberto, ou uma sociedade anônima  (S/A).

O acesso ao mercado bursátil é uma forma barata de capitalização, não sendo necessário o pagamento de juros e principal, como é o caso de empréstimos e emissão de títulos.

Como contrapartida, há a divisão do capital da empresa.

Investindo no mercado bursátil

O mercado bursátil é aberto para qualquer um. Seja pessoa física ou jurídica.

O ambiente de negociação é extremamente seguro. 

Além de toda tecnologia empregada, o mercado é altamente regulado e fiscalizado, garantindo transparência a todos os participantes no processo.

Com a queda dos juros muitas pessoas descobriram a bolsa de valores, havendo ingresso em peso de pessoas físicas na busca de ganhos melhores. 

De fato, o mercado bursátil permite ganhos patrimoniais consideráveis, mas isso exige também o entendimento dos riscos associados.

Não há previsibilidade de ganhos, podendo inclusive haver perdas de patrimônio em casos de decisões equivocadas. 

Ao contrário da renda fixa, a renda variável - cujos ativos da bolsa de valores fazem parte - depende dos resultados das empresas e da macroeconomia para gerar ganhos aos acionistas.

Uma boa educação financeira, com muito estudo e foco, além de acompanhamento constante das notícias, são fatores fundamentais para qualquer um que queira se dar bem no mercado bursátil

Nível de exposição no mercado bursátil

Todos podem investir em ações no mercado bursátil. A questão é saber o quanto se expor neste ramo de investimento.

Sabendo que os retornos podem ser ilimitados, como também os riscos, é preciso ter em mente o perfil de cada investidor.

Para isso, é necessário levar em conta tanto a rentabilidade desejada quanto o risco que se está disposto a correr para buscar o objetivo.

Basicamente, há três tipos de investidores, que são caracterizados da seguinte forma:

  1. Conservador: esse é o perfil com aversão ao risco. Neste caso, deve ter uma parcela muito reduzida do seu patrimônio alocada no mercado bursátil.
  2. Moderado: é um perfil intermediário, que visa proteger uma parte do seu capital, mas aceita maiores riscos para valorização patrimonial.
  3. Arrojado: possui grande aderência aos mercados de risco. Pode ter a maior parcela do seu capital na bolsa de valores.

Saber qual o seu perfil de investidor é fundamental para alocar corretamente seu patrimônio sem ter dor de cabeça no futuro.