A C&A (CEAB3) concluiu negociações com o Bradesco (BBDC4) para oferecer serviços e produtos financeiros que eram até então explorados exclusivamente pelo banco nas lojas da rede.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Assumindo novamente o direito de fornecer produtos financeiros, pelo qual vai pagar R$ 415 milhões, a C&A vai lançar já no mês que vem o C&A Pay, solução que promete uma experiência totalmente digital, rápida e de fácil contratação pelo cliente.

Ainda vai levar, no entanto, dois anos para que os produtos do Bradesco deixem de ser vendidos nas lojas da C&A, como prevê a transição acertada entre as partes.

O acordo também inclui a manutenção da base atual dos cartões C&A da parceria para que não haja ruptura dos serviços aos clientes.

Segundo fato relevante divulgado pela C&A ao mercado, o Bradesco continuará sendo um parceiro financeiro importante da rede varejista, prestando diversos outros serviços, como adquirência, folha de pagamento e serviços bancários.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

O C&A Pay terá como grande vantagem a integração com o programa de relacionamento C&A&VC, que já tem mais de 18 milhões de clientes registrados.

"O time à frente do negócio já foi contratado e está trabalhando de forma intensa e engajada para garantir o lançamento do C&A Pay em dezembro de 2021, como planejado", informa a C&A.

A ampliação da oferta de crédito é um dos pilares do plano de crescimento apresentado no IPO da companhia.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da C&A no Segundo Trimestre de 2021

O resultado do C&A (CEAB3) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 09 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 69,2 milhões no 2t20, uma alta de 136% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da C&A atingiu R$ 223,7 milhões no 2T21, apresentando uma alta de 294,7% na comparação com o 2T20.

A margem Ebitda da C&A totalizou 19,0% no 2T21, apresentando retração de 58,0 pontos percentuais na comparação com o 2T20.

A margem líquida da C&A atingiu 5,9% no 2T21, apresentando crescimento de 71,0 pontos percentuais na comparação com o 2T20.

As ações da C&A (CEAB3) acumulam queda de 4,81% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 33,90% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.