O que é Blue Chips

Blue Chips

O que é Blue Chips. Entenda melhor o conceito de Blue Chips e descubra sua importância!

O que é Blue Chips

Blue Chips é um termo do mercado financeiro e norte-americano para denominar as empresas que são grandes.

Essas empresas que são grandes possuem vários anos de funcionamento e geram bons resultados, além disso, conseguem aguentar as crises sem haver perdas ao acionista.

Algumas empresas que são consideradas Blue Chips são:

  • Ambev;
  • Itaú;
  • Bradesco;
  • Petrobrás;
  • Banco do Brasil;
  • Vale.

É válido ressaltar que ainda existem outras empresas que poderiam ser mencionadas aqui, como as grandes companhias que já passaram por várias situações de conflito empresarial.

Outrossim, houveram anos em que as Blue Chips eram denominadas como companhias que estavam bem no mercado, ou que simplesmente negociavam alto.

Nos dias de hoje, Blue Chips se trata de uma nomenclatura de língua inglesa que tem a função de denominar as empresas que são denominadas grandes.

Banner will be placed here

Características da Blue Chips

As Blue Chips possuem algumas características que definem muito bem elas em relação às outras empresas do mercado.

Suas principais características são:

  • Uma Blue Chip refere-se a uma empresa bem reconhecida, estabelecida e estável no mercado;
  • As empresas Blue Chips oferecem a possibilidade de investir com segurança, baseado em seu histórico comprovado de sucesso;
  • Outrossim, essas empresas também estão sujeitas ao fracasso, vide o colapso do Lehman Brothers e a crise financeira da General Motors.

As características citadas acima são pertinentes às Blue Chips. Para entender melhor o funcionamento dessas empresas acompanhe texto abaixo.

Funcionamento das Blue Chips

As empresas que são consideradas Blue Chips, na maioria das vezes possuem uma quantidade muito grande de negócios diários, sendo assim, acaba sendo muito procurada pelos investidores.

Além disso, essas empresas trabalham com uma excelente lucratividade e geram boas condições de dividir o lucro entre os acionistas.

A grande rotatividade de estoque e dos ativos financeiros também pode ser considerada uma característica marcante dessas empresas.

Além disso, as altas margens de lucro também podem ser atreladas à ela.

Por sua vez, empresas que possuem uma margem de lucro alta também podem ser consideradas com vantagem competitiva sobre as demais do setor.

Sendo assim, empresas desse nível na maioria das vezes são negociadas acima dos valores patrimoniais.

O negócio da firma, no fim das contas, acaba sendo muito mais relevante do que o dos bens e do patrimônio em si.

Analisando isso, as Blue Chips podem acabar sendo negociadas a múltiplos muito mais superiores.

Função das Blue Chips

A nomenclatura Blue Chips serve para denominar companhias que são consideradas boas e grandes.

Sendo assim, os investidores que investem cedo na bolsa não querem se arriscar muito, portanto, investir nas Blue Chips se mostra um bom negócio.

Esse detalhe acaba fazendo mais sentido ao analisar o histórico de lucros e ganhos da empresa.

Por conta disso, as Blue Chips conseguem aumentar os ganhos e se valorizar no mercado.

Empresas que são menores até conseguem aumentar os lucros e se expandir, mas a maioria não chega ao nível de uma Blue Chip.

Ou seja, apesar de possuírem altos ganhos, ainda apresentam um certo risco de investimento.

Sendo assim, optando ou não por investir em empresas menores, o investidor pode acabar se arriscando muito.

Empresas pequenas conseguem até trabalhar de maneira similar às Blue Chips, porém em menor escala, o que pode acabar causando uma oscilação no mercado.

As Blue Chips, por sua vez, se mostram extremamente resistentes à crises e lucrativas.

Mesmo em momentos que perdas e prejuízos acabam ocorrendo, elas conseguem dar a volta por cima e recuperar seus balanços.

Em uma carteira, as Blue Chips são as empresas que apresentam maior peso, uma vez que a possibilidade de investir se mostra segura e garantida.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE