O que é Banco Central Europeu

Banco Central Europeu é a instituição financeira e agente econômico que regula e controla toda a política monetária dos países europeus que possuem o euro como moeda.

A criação do BCE se deu no ano de 1998 e até hoje ele continua definindo os rumos da economia europeia, sendo um dos bancos centrais mais fortes e importantes do mundo.

A sede do Banco Central Europeu é em Frankfur am Maim, na Alemanha. Em 2021, o Banco Central Europeu é presidido pela francesa Christine Lagarde.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

História do Banco Central Europeu

Inicialmente o Banco Central Europeu foi criado como consequência da adesão dos primeiros 11 signatários da União Europeia.

Em 1º de Junho de 1998, data da criação do Banco Central Europeu, esses signatários correspondiam a Portugal, Bélgica, Alemanha, Espanha, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Áustria, Finlândia e Reino Unido.

Ao longo dos anos outros países da Europa foram aderindo à zona do Euro e ao bloco econômico. O único país que deixou a UE foi o Reino Unido em 2020.

Mas antes de haver a União Europeia e o Banco Central Europeu, existiu uma fase de adaptação dos países às condições que viriam fazer surgir o bloco econômico. 

Essa fase de adaptação tinha o objetivo de criar uma União Econômica e Monetária (UEM) entre os países da Europa, e foi dividida em três etapas.

Durante a primeira etapa ocorreu:

  • Liberalização dos movimentos do mercado de capitais;
  • Uma cooperação maior entre bancos centrais;
  • Livre utilização da ECU (European Currency Unit), unidade monetária que antecedeu o euro.

Já a segunda etapa foi caracterizada pelas seguintes medidas:

E por fim, a terceira fase concluiu a unificação econômica dos países pertencentes à União Europeia com as seguintes medidas:

  • Taxas de câmbio fixas que não podiam ser revogadas;
  • Introdução do Euro (que só começou a circular como moeda e papel em 2002);
  • Aplicação do pacto de estabilidade e crescimento;
  • Condução de uma política monetária unificada pelo SEBC.

Vale ressaltar que para que um país Europeu se associe a União Europeia e se mantenha um membro ele precisa seguir as rigorosas exigências fiscais e monetárias impostas.

Papel do Banco Central Europeu

O Banco Central Europeu, assim como outros bancos centrais, possui a expressa função de controlar e organizar a economia dos países aos quais lhe compete fazê-lo.

Para cumprir esse papel ele tem a sua disposição uma série de ferramentas, como:

  • A aplicação da Política Monetária que irá guiar os países;
  • Emissão e controle da moeda circulante na zona do Euro;
  • Controle sobre as taxas de juro.

Com uso destas ferramentas o Banco Central Europeu tenta equalizar a situação econômica de todos os países que fazem parte da União Europeia.

Para conseguir essa equalização, o Banco Central Europeu tem como objetivo manter a inflação dos países sob controle e os preços praticados no comércio estáveis.

Outra função pertinente do Banco Central Europeu é a supervisão de todos os demais bancos, os auxiliando sempre que ocorrer alguma dificuldade.

Já dentro do cenário mundial, o Banco Central Europeu assume uma posição de grande importância e influência, sendo responsável pelo zelo da economia de quase toda a Europa.

E sendo a Europa um continente com relações intrínsecas comerciais com quase todos os países do mundo, qualquer instabilidade no bloco econômico pode gerar problemas mundiais.

E como uma instituição independente, o Banco Central Europeu tem liberdade para tomar decisões, mesmo que duras, com os seus signatários, que visem a saúde econômica do bloco.