O que é Ancoragem

A ancoragem é no âmbito empresarial um erro financeiro que é refletido no viés cognitivo do investidor ou empreendedor empresarial.

Ancoragem trata-se por via de regra em atribuir um peso que não seja proporcional a um certo parâmetro financeiro, o que acaba levando a uma má decisão.

Além disso, esse termo do mercado financeiro serve para considerar uma questão que parece relevante mas ela não é. Tudo isso para determinar o valor de um ativo.

Esse conceito do mercado financeiro, está ligado ao universo das Finanças Comportamentais, que acaba estudando as questões psicológicas e emocionais em tomadas de decisão.

Sendo assim, no mundo das negociações a ancoragem é a primeira coisa a ser determinada, a partir dela são pautadas todas as outras propostas subsequentes.

Vale ressaltar que, dentro da área de estudos das finanças comportamentais existe a heurística da ancoragem, que consiste em um atalho para uma tomada de decisão final.

Banner will be placed here

Resultados da Ancoragem

Se tratando do mundo das finanças, podemos afirmar em relação a Ancoragem que o indivíduo que segura seus ativos está procurando realizar uma análise mais fundamentada.

Ou seja, o investidor mantém em sua carteira ativos que na verdade deveria vender mas nutre a esperança de que um dia eles retornem ao seu preço anterior.

Isso acaba nos mostrando que uma das âncoras mais comuns acabam sendo os números no mercado financeiro, pois eles acabam definindo a relação do investidor com seu negócio.

O investidor acaba se apegando a esses números, esperando que os lucros que obteve no passado se repitam no futuro, porém isso não é muito provável.

Em vez do investidor se basear em análises financeiras para tomar suas decisões, acaba se atendo a ações de fundo puramente emocionais, o que acaba prejudicando seu negócio.

Em geral, a ancoragem se baseia em analisar apenas um único dado, invés de analisar todos os dados financeiros como um todo e proporcionar outra perspectiva para o investidor.

É o caso de uma negociação, por exemplo. Antes de tudo, apoiam-se as propostas em cima de um valor sugerido pelos interessados.

Levando em conta essa perspectiva, a pessoa que coloca o primeiro valor na mesa de negociação acaba levando vantagem sobre todos e dominando a negociação.

Sendo assim, os demais envolvidos podem acabar propondo um pouco a mais ou a menos, mas infelizmente não vão conseguir fugir do valor proposto.

Saiba driblar a ancoragem

Apesar dos números servirem como âncoras para o negócio, isso não quer dizer que eles tendem a representar algo negativo para o investidor.

Para o investidor driblar a ancoragem, é preciso que compreenda melhor os números com um olhar crítico e defina se eles são relevantes ou não, afinal.

Sendo assim, a pesquisa e a avaliação são fatores que acabam afetando o mercado e consequentemente os ativos acabam sendo uma chave para a tomada de decisões.

Um outro caminho muito usado para driblar a ancoragem, acaba sendo não se fundamentar apenas em um dado, mas sim considerar múltiplos dados.

Isso acaba trazendo mais complexidade e segurança para as tomadas de decisões do investidor no mercado financeiro.

Use a Ancoragem a seu favor

No fim das contas, entender a ancoragem acaba significando usá-la a seu favor. Pois, no fim das contas, você acaba entendendo como a mente de um investidor acaba funcionando.

Sendo assim, é possível definir como a grande massa de investidores irá se comportar, e é possível usar isso como uma estratégia financeira.

Por exemplo, imagine que um determinado especialista acabe indicando um ativo. Sendo assim, haverá uma grande corrida por conta dos investidores para comprar esse papel do mercado financeiro.