Ambipar (AMBP3) Anuncia Aquisição da Colombiana SABITech
| ,

Ambipar (AMBP3) Anuncia Aquisição da Colombiana SABITech

Em mais um movimento de consolidação, a Ambipar anunciou a aquisição de 100% da SABITech através da Suatrans Chile.

Por
Atualizado em 05/07/2021

Em mais um movimento de consolidação, a Ambipar (AMBP3) anunciou nesta segunda-feira, 5, a aquisição de 100% da SABITech através de sua controlada indireta, Suatrans Chile. O valor do negócio não foi divulgado.

Com 14 bases operacionais na Colômbia, a SABITech atua há 17 anos na prestação de serviços com foco no atendimento a emergências ambientais no modal rodoviário.

A companhia é líder de mercado na Colômbia e faturou US$ 4,3 milhões em 2020, além de prestar serviços no México no Panamá.

Banner will be placed here

A empresa colombiana também possui um sistema de gerenciamento de risco e rastreamento total dos caminhões com alta tecnologia embarcada, onde também é líder de mercado com 55% de market share, além de 61 pontos de checagem dos caminhões/motoristas, estrategicamente localizados nas principais rodovias do país.

Em fato relevante, a Ambipar destaca que com a transação expande geograficamente sua presença na América Latina, além de trazer tecnologia diferenciada de gerenciamento e monitoramento da frota que poderá ser utilizada mundialmente pelo grupo.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Somado a isso, a aquisição gera sinergias operacionais e administrativas e oportunidades de cross selling; em linha com o seu plano estratégico de crescimento, com captura de sinergias e potencial maximização das margens e retorno, acrescenta a Ambipar.

A empresa esclarece ainda que a aquisição não será submetida à aprovação dos seus acionistas, tampouco ensejará direito de recesso, tendo em vista que foi realizada por meio de subsidiária, de capital fechado; e o preço pago pela aquisição não ultrapassa uma vez e meia o maior dos três valores previstos em lei.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]