Cumprir um orçamento e metas de economia durante as festas de fim de ano pode ser uma tarefa difícil.

Essa época normalmente está relacionada com férias, presentes e ceia. Provavelmente você já ouviu uma ou duas canções de Natal nos alto-falantes e os comerciais anunciando as vendas da Black Friday.

Se por um lado os gastos são maiores, por outro, o 13º salário impulsiona o consumo e faz muita gente esquecer de todas as promessas de disciplina e organização financeira dos meses anteriores.

Para te ajudar a manter o controle das finanças e não se descuidar em novembro e dezembro, veja os maiores erros de dinheiro que as pessoas cometem durante a temporada de férias que você deve evitar:

1. Gastar demais na Black Friday 

Comprar com desconto é uma atitude inteligente, mas esse gasto precisa ser contabilizado e estar dentro do seu planejamento financeiro.

Se você não tiver dinheiro para comprar o item, reconsidere a compra.

Uma promoção não é desculpa para gastar demais. Cuidado com as compras por impulso.

Seja racional e reflita se esse gasto realmente faz sentido ou se você está apenas se deixando envolver pelo momento.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

2. Não estabelecer um orçamento para os presentes

Não é fácil resistir a todos os anúncios, promoções e apelos publicitários para gastar nessa época do ano.

Como é tradição comprar presentes no Natal, uma estratégia para não estourar o orçamento é se planejar com antecedência.

Faça uma lista de todos os presentes e estipule um valor para cada para não acabar gastando mais do que poderia. 

Quando se sentir tentado a gastar demais, lembre de suas metas e objetivos financeiros e o quanto essas dívidas vão te atrasar.

3. Fazer cartões de crédito de loja

Mesmo que seja tentador se inscrever em cartões de crédito em lojas para obter um desconto extra, o risco pode ser maior.

Primeiro por incentivar o consumo, principalmente se você sabe que não tem um bom controle financeiro.

Segundo porque podem estar envolvidos algumas taxas e custos. Nesse caso, não faz sentido se comprometer com mais um gasto adicional.

4. Comprar agora, pagar depois 

A opção de comprar agora e pagar depois pode ser um erro grave para quem não tem um bom controle orçamentário.

Se puder comprar à vista, melhor, pois poderá negociar descontos.

Se o dinheiro estiver apertado, só compre a crédito se você tiver fundos reservados antecipadamente para a compra em dinheiro equivalente.

O cartão de crédito pode ser uma ótima ferramenta financeira desde que utilizada com sabedoria. Caso contrário, pode se tornar um problema bem caro de se resolver.

5. Gastar todo o 13º salário

Um erro comum para quem é trabalhador formal é utilizar todo o dinheiro do 13º com viagens e festividades, e esquecer que não terá este recurso disponível para quando retornar ao trabalho.

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com o Portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz, oito em cada dez brasileiros (82%) devem gastar todo o décimo terceiro salário em compras de Natal. 

É aconselhável que pelo menos 50% desse dinheiro seja poupado ou utilizado para pagar as dívidas.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Se você ainda não sabe por onde iniciar, baixe grátis o e-book Como Investir Começando do Zero e veja como dar os primeiros passos para sua independência financeira.

Não espere o próximo ano para mudar sua vida financeira.