Trump Declara Estado de Emergência por Coronavírus e Bolsas Reagem
|

Trump Declara Estado de Emergência por Coronavírus e Bolsas Reagem

Presidente Donald Trump Declara Estado de Emergência nos EUA por Coronavírus e bolsas de valores reagem.

Por
Atualizado em 13/03/2020
Avalie esse texto

O presidente Donald Trump declarou hoje (13) estado de emergência nacional nos EUA por causa do coronavírus.

Com a declaração de emergência nacional o presidente invoca a Lei Stafford e abre a porta para mais ajuda federal a estados e municípios, podendo liberar até US$ 40 bilhões para combater o vírus.

Servirá também como ponto de virada simbólico para o presidente, que comparou repetidamente o coronavírus à gripe sazonal e insistiu que seu governo controlasse o surto.

Trump está sob crescente pressão para agir como governadores e prefeitos em todo o país, intensificando ações para mitigar a disseminação, fechando escolas e cancelando eventos públicos.

As ações das bolsas americanas lutaram para se manter no campo positivo na sexta-feira.

O S&P 500 subia menos de 1% ao meio do dia, após subir 6% em aberto, após o pior dia das ações desde 1987.

Os rendimentos do tesouro aumentaram quando o Federal Reserve disse que estava comprando US $ 37 bilhões em títulos pelos vencimentos.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Declaração de Emergência por Coronavírus

De acordo com a carta enviada pelos democratas ao presidente no início da semana, uma declaração de emergência permitirá que um estado solicite a parcela de 75% do custo federal para despesas que incluem:

  • equipes de emergência;
  • exames médicos;
  • suprimentos médicos;
  • vacinas, segurança para instalações médicas e muito mais.

Os democratas do Senado pediram que Trump invocasse a Lei Stafford e outros pedidos de declaração de desastre que, segundo eles, poderia liberar mais de US $ 42 bilhões em financiamento para os estados, que estão disponíveis no Fundo de Assistência a Desastres.

Poucas declarações de emergência para ameaças à saúde pública foram feitas desde a década de 1960, e apenas duas foram para surtos de doenças.

Em 2000 quando o presidente Bill Clinton declarou emergência em Nova York e Nova Jersey pelo vírus do Nilo Ocidental.

Federal Reserve (FED) Injetará US$ 500 bilhões

Um dos motivos que fizeram com que os mercados mundiais mostrassem recuperação, decorreu após que o Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, anunciou que irá injetar US$ 1,5 trilhão na economia.

De acordo com o banco central americano foram injetados US$ 500 bilhões na economia na última quinta-feira (12), e mais US$ 500 bilhões no dia de hoje.

Fato que fizeram com que os principais índices das bolsas mundiais, em específico da América do Sul, com destaque para o Ibovespa.

Bolsa de Valores dos EUA

Na tarde da sessão de hoje (13), os principais índices americanos Nasdaq, S&P 500 operam em alta, demonstrando recuperação após dia caótico no mercado financeiro.

Os BDR´s da Apple operavam com alta de mais de 10%, na máxima do dia, chegou a atingir os R$ 124,10.

Por seu lado, nos Estados Unidos, as principais ações do índice S&P 500 vem demonstrando recuperação nesta sexta-feira (13).

Com as ações da companhia aérea Boeing disparando 8,59% alcançando os US$ 168,21, e também com as ações do setor de tecnologia Oracle Corp disparando 11,39% a US$ 44,29.

Logo, as ações do setor financeiro também contribuíram para a alta do índice acionário americano.

As ações do maior banco de investimento do mundo Morgan operavam com alta de 7,31% a US$ 33,56 na manhã de hoje.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Bolsa de Valores da Europa

Do outro lado do mundo, na Europa, os principais índices ensaiam recuperação, após registrarem perdas na última quinta-feira (12).

O índice da bolsa de valores de Londres FTSE 100 chegou a subir 7% após o primeiro-ministro do Reino Unido divulgar um plano para combater o COVID-19.

Bolsa de Valores da Ásia

No entanto, na Ásia o clima seguiu em cautela, com os principais índices asiáticos operando em queda nesta sexta-feira, o índice Nikkei fechou com queda de -6,0% nos 17.431 mil pontos.

No sudeste asiático, os principais índices precisaram interromper suas operações devido a queda acentuada do dia.

O Banco Central do Japão (BOJ) anunciou, que irá comprar 200 bilhões de ienes adicionais em títulos do governo japonês, com 5 a 10 anos de vencimento, para injetar dinheiro nos mercados, a fim de aliviar as tensões do mercado financeiro.

Banner will be placed here

Ações do Ibovespa em Alta

Veja as ações com maior maior queda na bolsa de valores (Ibovespa) hoje:


SiglaNomeDia
1BTOW3B2W DIGITAL ON21,47%
2AZUL4AZUL PN20,54%
3MRFG3MARFRIG ON19,75%
4JBSS3JBS ON19,52%
5BRKM5BRASKEM PNA19,45%
6CSNA3SID NACIONAL ON18,69%
7BPAC11BTGP BANCO UNT18,53%
8MGLU3MAGAZ LUIZA ON18,09%
9VALE3VALE ON16,21%
10CCRO3CCR SA ON15,92%
11RAIL3RUMO S.A. ON15,75%
12GOAU4GERDAU MET PN15,74%
13LAME4LOJAS AMERIC PN15,45%
14USIM5USIMINAS PNA15,00%
15CIEL3CIELO ON14,50%
16ELET3ELETROBRAS ON13,95%
17BRAP4BRADESPAR PN13,77%
18BBDC4BRADESCO PN12,57%
19BBDC3BRADESCO ON12,47%
20ECOR3ECORODOVIAS ON12,42%

Fonte: GuiaInvest

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais