TGAR11: Fundo Imobiliário TG Ativo Real Vale a Pena?
| ,

TGAR11: Fundo Imobiliário TG Ativo Real Vale a Pena?

Conheça o Fundo Imobiliário Fundo Imobiliário TG Ativo Real (TGAR11): Dividendos, Rentabilidade, Subscrição e Riscos.

Por
Atualizado em 29/10/2020

Fundo imobiliário TGAR11 fecha janeiro com rentabilidade equivalente a 292% do CDI.

O fundo imobiliário TGAR11 distribuiu R$0,57 em dividendos por cota no primeiro mês de 2020, somando 1,10% em retorno total. 

Fundo de desenvolvimento que investe majoritariamente em empreendimentos imobiliários através de sociedades limitadas, o TGAR11 favorece aplicações em regiões que apresentam fortes índices de crescimento econômico. 

Seus ativos são empreendimentos residenciais, resorts, shopping centers e outros, onde o fundo participa desde o projeto até a venda. Além disso, a carteira apresenta ainda títulos de dívidas imobiliárias. 

Se você busca maneiras eficientes de ampliar seu capital deve investir nos melhores fundos imobiliários. Por isso, conhecer as características do TGAR11 é essencial. 

Neste artigo você entenderá: 

  • O que é TGAR11;
  • Rendimentos do TGAR11;
  • Rentabilidade do TGAR11;
  • Resumo da Carteira do TGAR11;
  • Principais Riscos do TGAR11;
  • Subscrição do TGAR11;
  • Se o TGAR11 vale a pena. 

Leia até o final e descubra se o fundo imobiliário TG Ativo Real (TGAR11) vale a pena e deve entrar em sua carteira! 

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

O que é TGAR11 FII?

O código TGAR11 identifica o fundo imobiliário TG ativo real, administrado pela VORTX DTVM e gerido pela TG Core Asset Ltda, ambas de São Paulo, SP. 

Trata-se de um fundo do tipo tijolo centrado em desenvolvimento, onde os recursos são direcionados para investimentos em construção de imóveis físicos, que gerarão lucros para os cotistas. 

No TGAR11, o foco se divide entre participações societárias (equity) em empreendimentos imobiliários em desenvolvimento e recebíveis imobiliários.

Cabem ainda investimentos em CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários). 

O fundo teve início em dezembro de 2016, comercializando 17 milhões de cotas a R$ 100 cada. 

Em janeiro de 2020, o preço de fechamento da cota foi de R$ 139,67. 

Banner will be placed here

TGAR11 Rendimentos

Os rendimentos mensais do TGAR11 distribuídos em janeiro de 2020 foram de R$ 0,57. O valor representa 0,43% sobre o valor de cota no fechamento do mês. 

O Dividend Yield (DY) no período foi de 0,41%. Somado à variação de cota (0,69%), o resultado total chegou a 1,10%.

Nos 12 meses anteriores, o fundo distribuiu R$ 10,73 em dividendos, correspondendo a 8,12% sobre o valor de cota atual. 

O resultado total no período foi de 22,39%, considerando um DY de 8,36% e variação de cota de 12,89%. 

Rendimentos Mensais TGAR11
Rendimentos Mensais TGAR11. Fonte: Relatório Gerencial.

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

TGAR11 Rentabilidade

O TG ativo Real FII apresentou variação de 1,10% em suas cotas em janeiro de 2020, o que equivale a um rendimento de 292% do CDI, mantendo a rentabilidade atingida no final de 2019. 

No gráfico, a variação acumulada nos últimos 12 meses em comparação com o IFIX e outros indexadores. 

Rentabilidade TGAR11
Rentabilidade TGAR11. Fonte: Relatório Gerencial.

Resumo da Carteira do TGAR11 

A carteira do TGAR11 é composta maiormente por equities, modalidade de investimento onde ativos imobiliários são adquiridos e administrados por sociedade limitada, e CRI.

As equities em portfólio são de diversos segmentos: loteamentos, shoppings, multipropriedade, residenciais e outros. 

Em janeiro de 2020, equities de loteamento formavam a maior exposição, representando 52% de seu patrimônio investido. 

Alocação de ativos TGAR11 por classe
Alocação de ativos TGAR11 por classe. Fonte: Relatório Gerencial.

 A alocação de ativos do TGAR11 é formada com base em duas estratégias principais: 

  • Participações societárias (Equity) em distintos empreendimentos imobiliários, onde se incluem loteamentos, shoppings, residenciais e outros;
  • Recebíveis imobiliários, que se refere a posições diretas em imóveis e CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários). 

Os recebíveis imobiliários são ativos adquiridos diretamente pelo fundo. Esses ativos geram fluxo de receitas para seus cotistas. 

O fundo investe em empreendimentos situados em cidades onde se observam ciclos sólidos de crescimento econômico, com destaque para quatro regiões: 

  • Cinturão da Soja, no estado do Mato Grosso;
  • MATOPIBA, que cobre parte do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia; 
  • Triângulo Mineiro, região entre os rios Grande e Paranaíba, em Minas Gerais;
  • Interior de São Paulo

A última emissão de cotas, encerrada em dezembro de 2019, captou R$ 221,74 milhões. O montante alocado no mês de dezembro foi de R$ 62,5 milhões, restando pouco mais de R$ 159 milhões disponíveis em caixa. 

Até o final de 2020, a gestão pretende alocar R$ 77,3 milhões em projetos onde o fundo já investe.

Os restantes R$ 81,9 milhões serão aplicados em projetos que ainda estão em análise e formalização. 

No gráfico abaixo, a alocação prevista por classe de ativo, tanto no patrimônio atual como em novos empreendimentos. 

Alocação de Ativos Prevista TGAR11
Alocação de Ativos Prevista TGAR11. Fonte: Relatório Gerencial.

Carteira de CRI

A carteira de CRI do TGAR11 conta com 13 títulos, que representam 16,07% do patrimônio líquido do fundo. 

A maior exposição é a CRI Praias do Lago, localizada em Caldas Novas, GO, representando 4,04% do patrimônio líquido (PL) do fundo. 

CRILocalizaçãoTaxa emissãoVencimentoPL (%)
Golden Gramado – Série 141 a 143Gramado – RS15% a.a (ao ano) + IGP-M20/11/20252,81
Ferrasa – Série 287Olímpia – SP12,40% + IGP-M20/05/20251,31
CEM – Série 305Pulverizado11,27% a.a (ao ano) + IGP-M10/10/20231,16
Gramado TR – Série 208Gramado – RS17,35% a.a (ao ano) + IGP-M22/04/20240,90
Porto Seguro – série 56Porto Seguro – BA15,55% a.a (ao ano) + IGP-M20/03/20250,87
Olímpia – Série 104Olímpia – SP15% a.a (ao ano) + IGP-M20/12/20221,05
Parque dos Girassóis – Série 237Campo Novo Parecis – MT17,35% a.a (ao ano) + IGP-M20/06/20290,75
Prestige – Série 185Foz do Iguaçu – PR13,68% a.a (ao ano) + IGP-M20/08/20230,46
Quatto – Série 298 e 300Sorriso – MT18,80% a.a (ao ano) + INPC20/11/20290,55
Olímpia – Série 100Olímpia – SP15% a.a (ao ano) + IGP-M20/12/20221,05
Gramado Parks – Série 203Gramado – RS12% a.a (ao ano) + IPCA20/03/20230,42
Praias do Lago – Série 280Caldas Novas – GO12% + IGP-M20/11/20254,04
Water Park – Série 241São Pedro – SP12% + IGP-M20/09/20260,70

Carteira de Imóveis

A carteira de imóveis do TGAR11 apresenta 35 ativos, entre recebíveis e equity. 

Entre os recebíveis, o Residencial Setor Solange, em Trindade (GO) é o mais representativo, compondo 3,77% do patrimônio líquido do fundo. 

Quanto a equity, a maior exposição é o Shopping Paraíso Mega Center, na cidade de Valparaiso, Goiás. O investimento responde por 8,23% do patrimônio. 

Recebíveis

EmpreendimentoValor Geral de Vendas (R$)Área Vendável (m2)Localização% PL
Residencial Setor Solange53,3 milhões212.186Trindade – GO3,77%
Jardim Maria Madalena8,2 milhões30.000Turvânia – GO1,32%
Residencial Nova Canaã2,7 milhões11.440Trindade – GO0,25%
Residencial Portal do Lago I e II2,1 milhões7.682Catalão – GO0,22

Equity

EmpreendimentoValor Geral de Vendas (R$)Área Vendável (m2)Localização% PL% Obras Concluídas
Shopping Paraiso Mega Center253,8 milhões9.648Valparaíso – GO8,23100
Residencial Jardim Europa58 milhões11.684Formosa – GO4,84%29
Residencial Cidade Nova I99,1 milhões599.912Imperatriz – MA3,8091
Golden Resort Laghetto403,3 milhões16.743Gramado – RS3,2057
Residencial Jardim Scala24 milhões57.406Trindade – GO2,4967
Residencial Park Jardins74,7 milhões427.375Açailândia – MA3,8967
Pérolas do Tapajós I74,8 milhões56.800Itaituba – PA2,4790
Residencial Cidade Nova II61,6 milhões201.876Imperatriz – MA1,7342
Residencial Jardim Tropical18,2 milhões76.600Alto Taquari – MT2,04100
Residencial Valle do Açai108 milhões599.150Açailândia – MA1,3399
Residencial Laguna16 milhões49.200Trindade – GO1,3431
Residencial Morro dos Ventos6,4 milhões27.845Rosário d’Oeste – MT1,14100
Horizonte Flamboyant61,6 milhões201.876Goiânia – GO0,5610
Reserva Pirenópolis329 milhões22.748Pirenópolis – GO0,690
Cidade Viva São Domingos23,8 milhões37.440Goiânia – GO0,270
Residencial Masterville Juína32 milhões79.625Juína – MT0,5328
Talk Marista58 milhões11.684Goiânia – GO0,300
Residencial Jardim Monte Carmelo39 milhões114.378Cristalina – GO0,300
Residencial Cristais176 milhões880.000Cristalina -GO0,300
Cidade Viva Campo Verde38 milhões11.684Campo Verde – MT0,790
Vitta Novo Mundo22 milhões5.606Goiânia – GO0,372
Parque Benjamin33 milhões11.684Hidrolândia – GO0,316
Residencial Jardim do Éden54,3 milhões272.000Águas Lindas – GO0,3123
Residencial Masterville I21 milhões56.157Nerópolis – GO0,200
Várzea Grande Empreendimentos II33 milhões96.600Várzea Grande – MT0,130
Várzea Grande Empreendimentos I40 milhões140.000Várzea Grande – MT0,170
Parque da Mata32 milhões11.648Hidrolândia – GO0,130
Pérolas do Tapajós II97,5 milhões140.000Itaituba – PA0,050
Jardim Céu Azul33 milhões27.405Valparaíso – GO0,470
T-2852,6 milhões10.528Goiânia -GO0,070
Parque Amazônia38,7 milhões10.229Goiânia – GO0,060

Negociação e Liquidez TGAR11

No mês de dezembro de 2019, o TGAR11 movimentou R$ 55,3 milhões em negociações, o que corresponde a aproximadamente R$ 2,5 milhões por dia.

O volume financeiro consolidado nos últimos 12 meses foi de aproximadamente R$ 279 milhões. 

Gráfico Liquidez TGAR11
Gráfico Liquidez TGAR11. Fonte: Relatório Gerencial.

Riscos do TGAR11

Os principais riscos do TGAR11 são: risco de liquidez, de crédito e riscos próprios do setor. 

Liquidez

O risco de liquidez se refere ao tempo necessário para a conversão de cotas em dinheiro. 

Os fundos imobiliários como o TGAR11, o IRDM11 (Iridium Recebíveis) e outros são constituídos em forma de condomínio fechado, o que não permite o resgate antecipado de cotas. 

A comercialização de suas cotas fica à mercê do mercado secundário que, no Brasil, tem baixa liquidez em geral. 

Embora a liquidez do TGAR11 venha se mantendo consistente, cabe ressaltar que não existem garantias de venda imediata ou preço. 

Risco de Crédito

O risco de crédito afeta títulos de dívida imobiliárias, como os CRIs que compõe parte da carteira de ativos do TGAR11.

Trata-se da possibilidade de que o tomador ou a entidade emissora do título não cumpra suas obrigações de pagamento. 

Esses ativos são lastreados em imóveis que, nesse caso, seriam tomados em pagamento. Assim, o risco é o tempo para a conversão desses imóveis em dinheiro. 

Riscos Próprios do Setor

O desenvolvimento de empreendimentos imobiliários, que é uma das principais estratégias do TGAR11, traz certos riscos próprios

  • Adversidades econômicas nas regiões de investimento;
  • Concorrência gerada por novos empreendimentos no local;
  • Depreciação natural do investimento, que exigiria novas obras. 

Em todos os casos, o retorno do fundo seria afetado com uma redução de receitas. 

No TGAR11, se busca mitigar esses riscos investindo em áreas em pleno ciclo de expansão econômica. 

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

Dados do TGAR11

Conheça agora os dados do TGAR11: 

  • Razão Social: Fundo de Investimento imobiliário TG Ativo Real
  • CNPJ: 22.610.500/0001-88
  • Gestor: TG Core Asset
  • Público Alvo: Investidores em geral
  • Segmento: Gestão Ativa – Híbrido
  • Patrimônio Líquido (01/2020): R$ 459.977.720,65
  • Taxa de Administração: 1,5% a.a. (ao ano)
  • Taxa de Performance: 30% do que exceder 100% do CDI
  • Início do Fundo: 09 de dezembro de 2016
  • Quantidade de Emissões: 7
  • Número de Cotistas (01/2020): 16.803
  • Número de Cotas do TGAR11: 3.445.608,56
  • Regulamento do TGAR11
  • Relatório Gerencial do TGAR11
  • TGAR11 Site Oficial (RI) 

TGAR11 Subscrição

A subscrição assegura o direito do investidor a manter o seu percentual de participação no fundo quando existe uma nova emissão. 

O fundo emite novas cotas geralmente a um preço mais baixo, e o cotista tem a preferência pela compra, sempre proporcional ao número atual de cotas que possuir do fundo.

Caso não queira usar o direito de subscrição, alguns fundos permitem que você venda esse direito através do home broker da sua corretora de valores.

A última subscrição do TGAR11 ocorreu em outubro de 2019.

O fator de proporção para a subscrição de novas cotas era de 99,23501628988%. 

Esse fator deve ser aplicado sobre o número de cotas que você possuir na data de divulgação do anúncio de início.

Na prática para cada 100 cotas você terá direito a comprar 9923 novas cotas ao preço de R$ 134,91 (preço de emissão) cada uma.

Veja as Datas e Prospectos das Emissões de Subscrição do TGAR11:

Dúvidas sobre TGAR11

Veja as dúvidas mais comuns sobre o TGAR11.

Como comprar TGAR11?

A compra de cotas do TGAR11 é feita através das corretoras de valores. Assim, abrir sua conta e transferir o montante que deseja investir para ela são os primeiros passos. 

Logo, acesse o Home Broker e busque o fundo por seu código (TGAR11). Selecione a quantidade de cotas e valor a pagar e envie a ordem de compra. 

Onde achar o informe de rendimentos do TGAR11?

O informe de rendimentos é encontrado na página oficial do TGAR11. Além disso, o disponibilizei neste mesmo artigo, em Dados do TGAR11

Onde achar o relatório gerencial do TGAR11?

Você encontrará o relatório gerencial do TGAR11 neste artigo, na seção Dados do TGAR11. Ele está disponível ainda através da página oficial do fundo

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

TGAR11 Vale a Pena?

Trata-se de um fundo com portfólio bem diversificado, o que gera maior segurança para seus cotistas, onde a maior parte dos ativos está em estágio avançado de construção. 

Seus rendimentos vem sendo consistentes e o fundo apresenta boa liquidez. 

O único problema do TGAR11 é a alta taxa de performance cobrada pela gestão do fundo, que atualmente está em 30% sobre o excedente a 100% do CDI

As altas taxas cobradas pelo fundo acabam pressionando o gestor por resultados altos e consistentes para justificá-las.

Existem outros fundos imobiliários de desenvolvimento com bons rendimentos e com uma taxa menor.

Lembre-se que, antes de investir em fundos imobiliários é necessário conhecer seu perfil de investidor para fazer uma boa alocação de ativos e se expor a um nível adequado de risco.

Descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

Análise de FIIs

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE