Quanto Rende R$ 500 Mil na Poupança
|

Quanto Rende R$ 500 Mil na Poupança

Será que com R$ 500 mil na poupança é possível viver de renda?

Por
Atualizado em 19/10/2020

Descubra quanto rende 500 mil na poupança e como construir uma carteira para ganhar mais dinheiro.

A caderneta de poupança foi o primeiro produto financeiro que muitos brasileiros tiveram contato.

Seu baixo risco, alta liquidez, facilidade e a inexistência de um valor mínimo para a aplicação são algumas das vantagens dessa modalidade.

Porém, a poupança rende cada vez menos, principalmente em tempos de juros baixos.

Nesse cenário, era de se esperar que ela perdesse atratividade.

Não parece ser isso que está acontecendo.

A poupança ainda é a aplicação mais popular do país.

Segundo estudo da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), 88% dos investidores brasileiros disseram que ainda guardam dinheiro nela.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

De acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC), as novas captações em caderneta de poupança superaram os saques em R$ 13.229 bilhões em setembro.

É o sétimo mês consecutivo que houve registro de aumento dos depósitos líquidos.

O saldo que os brasileiros deixaram na poupança superou R$ 1 trilhão pela 1ª vez na história.

Será que todos os especialistas estavam errados ao desaconselhar o investimento na poupança?

Veja o que está por trás desses recordes de investimentos e a renda mensal que dá para ter com R$ 500 mil investido na poupança.

Como a poupança funciona?

A poupança é uma aplicação de renda fixa regulada pelo Banco Central.

Simples, acessível e isenta de custos, qualquer pessoa pode ter uma conta poupança, até mesmo menores de idade.

Para isso, basta abrir conta em um banco, apresentar a documentação requerida e aguardar a aprovação.

Muitas instituições inclusive integram a conta corrente a uma poupança.

Independente da instituição escolhida, a rentabilidade da poupança é a mesma.

Quanto à remuneração, os depósitos a partir de 2012 seguem a nova regra de rentabilidade:

  • Taxa Selic acima de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é de 0,5% ao mês mais a variação da Taxa Referencial (TR);
  • Taxa Selic igual a ou abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é equivalente a 70% da Selic mais a variação da TR.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

Rendimento da poupança hoje

Com as recentes quedas da Selic a rentabilidade da poupança e demais investimentos da renda fixa estão recuando.

Atualmente, a taxa básica de juros está em 2% ao ano.

Uma vez que ela serve de referência para o rendimento da poupança, a regra atual é pagar 70% da Selic mais a variação da TR.

Como a TR está em 0% desde o final de 2017, o rendimento da poupança é de 1,4% ao ano.

Isso representa uma rentabilidade de cerca de 0,116% ao mês.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

Quanto rende 500 mil na poupança

Hoje, R$500 mil investido na poupança rende, aproximadamente, R$7 mil por ano.

O que resulta em um rendimento mensal de pouco mais de R$ 583.

Este resultado foi obtido por meio de um cálculo simples, sem considerar a ação dos juros compostos, da inflação e com a Selic mantida em 2%.

Lembre-se que, embora a poupança tenha liquidez diária, a remuneração da caderneta é creditada mensalmente apenas na data de “aniversário”.

Caso resgate antes desse dia perderá toda a rentabilidade do período.

Além da pouca rentabilidade, ao considerar o ganho real, aquele já descontado a inflação, você está perdendo dinheiro ao deixá-lo na poupança.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

Rentabilidade da velha poupança

A regra da rentabilidade da poupança se divide entre a nova e a velha poupança.

Enquanto que os depósitos realizados a partir de 2012 rendem de acordo com a variação da taxa básica de juros;

Todos os depósitos feitos até 3 de maio de 2012 continuam rendendo 0,5% ao mês mais a TR, sem interferência da Selic.

Então, nessas aplicações, o rendimento anual é de aproximadamente 6% ao ano.

Ou seja, R$ 500 mil na poupança antiga renderia R$ 30 mil ao ano (aproximadamente R$ 2.500 por mês).

O grande problema dessas aplicações é que elas não podem mais receber depósitos.

Apenas saques são permitidos.

Por isso, quem tem dinheiro aplicado nessa modalidade deve preservar ao máximo.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

Poupança perde para a inflação

Você viu quanto rende 500 mil na poupança em um cálculo básico. Esse valor, que já é pequeno, fica ainda menor quando calculamos o ganho real.

O mercado financeiro elevou a projeção da inflação (IPCA) para 3,02% em 2021.

Ao incluí-la nessa conta, de cada R$ 1.000, a inflação vai corroer R$ 30.

Nesses tempos de juros baixos, o IPCA é um dos inimigos da poupança.

Ao deixar o dinheiro na caderneta de poupança, os brasileiros podem estar perdendo dinheiro.

Isso porque, no acumulado dos últimos 12 meses até setembro, ela rendeu menos do que a inflação.

Rentabilidade da poupança acumulada em 12 meses até setembro

Já descontada a inflação, a caderneta de poupança não teve ganho real no acumulado dos últimos 12 meses.

Enquanto o rendimento nominal do investimento foi de 2,67% no período, se descontada a inflação, a poupança acumulou perda de 0,46%, de acordo com levantamento da Economatica.

Na prática, isso significa que o dinheiro parado na poupança perdeu valor.

O grande responsável por isso foi o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que teve uma alta de 0,64% em setembro, acumulando 3,14% em 12 meses, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O retorno de -0,46% registrado pela poupança em setembro é o pior no acumulado de 12 meses desde agosto de 2016, quando a rentabilidade foi de -0,75%.

Rentabilidade da Poupança nos últimos  meses

Em agosto, a poupança ainda registrava ganho real de 0,45% no acumulado em 12 meses.

No acumulado nos 9 primeiros meses do ano, porém, a poupança acumulou uma rentabilidade de 1,76%, o que representa um ganho real de 0,41%, descontada a inflação.

Como Multiplicar R$ 1 Milhão? Baixe Grátis o Livro Digital “Onde Investir R$ 1 milhão”.

Recordes de captação na poupança em 2020

Mesmo com um rendimento tão baixo e com suas perdas para a inflação, a poupança segue batendo recorde atrás de recorde de captação em 2020.

Em vez dos saques em massa, nunca houve um volume tão grande de dinheiro de uma vez só na caderneta.

Mas o que está ocorrendo?

A verdade é que a pandemia de coronavírus acabou beneficiando diretamente os números positivos da poupança em 2020.

O resultado tem relação com o auxílio emergencial pago pelo governo aos mais vulneráveis.

São mais de 65 milhões de pessoas recebendo o benefício em contas poupança.

O relatório do Banco Central mostra que a aplicação começou o ano em baixa, com a retirada de R$ 15,93 bilhões a mais do que depositando na poupança entre os meses de janeiro e fevereiro.

A chegada da Covid-19 em março mudou o cenário.

Desde abril, quando o benefício começou a ser pago, os depósitos passaram a superar os saques e a aplicação tem batido recordes de captação.

No acumulado do ano, a captação líquida da poupança é de R$ 137,2 bilhões.

Em setembro, novo recorde. A caderneta de poupança registrou captação líquida de R$ 13,2 bilhões.

Foi o sétimo mês consecutivo de saldo líquido positivo da poupança.

Com o valor, o saldo total aplicado na caderneta de poupança atingiu R$ 1,002 trilhão.

Além do auxílio do governo, outros fatores contribuem para a manutenção do dinheiro em uma alternativa de baixíssima rentabilidade:

  • Falta de educação financeira;
  • Receio de gastar diante de um cenário incerto;
  • A aversão à perdas;
  • Busca por liquidez imediata;
  • Facilidade de aplicar.

Onde investir R$ 500 mil?

Embora 500 mil seja um bom dinheiro, depois de ver quanto rende 500 mil na poupança você provavelmente quer buscar novos investimentos que possuam uma rentabilidade maior.

Com a taxa básica da economia mantida em 2% ao ano, não adianta esperar grandes rendimentos na renda fixa.

O jeito para aumentar os rendimentos é separar uma parte e começar a investir em ações.

Investindo R$ 500 mil é possível chegar ao primeiro milhão desde que se faça escolhas inteligentes

Para te ajudar nisso, baixe o e-book “Onde investir R$ 1 milhão” e descubra como investir para viver de renda.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE