O bilionário, Elon Musk, disse nesta terça-feira (10) que restabeleceria a conta do ex-presidente norte-americano, Donald Trump, no Twitter caso sua aquisição da rede social for concluída com sucesso ainda este ano.

"Eu reverteria a suspensão permanente [de Trump]", disse Musk em conferência do Financial Times. "Não devemos ter suspensões permanentes."

O CEO da Tesla chamou a decisão original do Twitter de banir Trump em janeiro de 2020 de “uma decisão moralmente ruim, para ser claro, e tola ao extremo”.

"Não foi correto banir Donald Trump. Acho que foi um erro", continuou Musk.

O ex-presidente americano foi suspenso do Twitter "devido ao risco de mais incitação à violência", após seus apoiadores invadirem o Capitólio dos EUA em 6 de janeiro de 2020 para questionar a vitória de Joe Biden na eleição presidencial.

Desde que o acordo para compra do Twitter foi anunciado, Musk disse que pretende ampliar o espaço para liberdade de expressão na rede social. 

“Acho que as suspensões permanentes minam fundamentalmente a confiança no Twitter como uma praça da cidade onde todos podem expressar sua opinião”, disse ele. 

"Se houver tweets errados e ruins, eles devem ser excluídos ou tornados invisíveis, e uma suspensão temporária é apropriada. Mas não uma proibição permanente."

Mesmo que a conta de Trump fosse restabelecida, não está claro se ele voltaria, uma vez que já declarou que não. 

Fonte: Business Insider

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.