O que é mercado financeiro

Mercado financeiro é o ambiente onde acontece diariamente a negociação de ativos financeiros e produtos como ações, debêntures, títulos, derivativos, moedas, empréstimos, financiamentos, dentre outros.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O mercado financeiro desempenha um papel extremamente relevante para o desenvolvimento dos países, alocando recursos e criando liquidez para o funcionamento da economia.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o mercado financeiro

Para que seja possível compreender melhor o funcionamento e a importância do mercado financeiro, é preciso destacar, a atuação dos credores e devedores que fazem parte deste mercado.

Credores: Os credores são aqueles que aplicam recursos financeiros excedentes no mercado e nos seus ativos em troca de rentabilidade, ou seja rendimento financeiro.

Podem ser considerados credores, tanto os investidores da renda variável, como também os investidores da renda fixa.

Devedores: Por sua vez, os devedores são aqueles que precisam captar recursos no mercado financeiro, seja para a realização de investimentos, seja para o pagamento de dívidas.

Podem ser considerados devedores, aqueles que contratam empréstimos e financiamentos, as empresas que emitem debêntures, dentre outros.

Como é possível observar, o mercado financeiro é composto por duas faces, ficando de um lado, aqueles que possuem recursos excedentes para aplicar e aqueles que precisam captar recursos.

Sendo assim, cabe ao mercado financeiro, equilibrar os interesses de ambas as partes, alocando recursos e criando liquidez para o desenvolvimento da economia.

Divisão do mercado financeiro

O mercado financeiro pode ser subdividido em outros mercados também relevantes para a economia, são eles:

Mercado de Capitais: O mercado de capitais é o local onde se negociam ações, títulos e derivativos presentes na Bolsa de Valores ou na renda fixa.

Mercado de Câmbio: O mercado de câmbio tem relação com a troca de moedas distintas.A troca do Real pelo Dólar ou por outra moeda qualquer é um exemplo de operação do mercado de câmbio.

Mercado de Crédito: O mercado de crédito oferece recursos de curto, médio e longo prazo por meio de empréstimos e financiamentos para pessoas físicas e jurídicas que precisam captar dinheiro rápido no mercado.

Mercado Monetário: Por fim, temos o mercado monetário, ambiente onde são registrados os empréstimos de curto prazo, com vencimento de no máximo um ano.

Principais agentes do mercado financeiro

O mercado financeiro é composto por uma série de agentes de grande relevância, cada qual com suas atribuições e importância para o funcionamento da economia e do próprio mercado financeiro.

Dentre os principais agentes que atuam no mercado financeiro brasileiro, pode-se destacar:

  • Bancos comerciais, múltiplos e de investimentos;
  • Caixas Econômicas;
  • Sociedades de Crédito;
  • Administradoras de Consórcio;
  • Instituições de Pagamento;
  • Bolsa de Valores;
  • Corretoras e Distribuidora de Valores;
  • Sociedades de Capitalização;
  • Seguradoras;
  • Fundos de Pensão.

Além dos agentes acima listados, é importante destacar aqueles cuja função é regular e fiscalizar o bom funcionamento do mercado financeiro.

Conselho Monetário Nacional - CMN: O Conselho Monetário Nacional está no topo do sistema financeiro brasileiro.

A função básica do CMN é a de garantir o bom funcionamento do sistema financeiro, controlando a política de moeda e crédito no Brasil.

Banco Central do Brasil - BACEN: O Banco Central tem por objetivo regulamentar o sistema financeiro e garantir a estabilidade e o poder de compra da moeda do país.

Comissão de Valores Mobiliários - CVM: Por sua vez, a CVM possui a função de regular e fiscalizar o mercado de valores mobiliários e as instituições que fazem parte dele.

Superintendência de Seguros Privados - SUSEP: Por fim, temos a SUSEP, cuja função consiste em regular o mercado de seguros privados e a atuação das instituições que fazem parte dele, como seguradoras e resseguradoras.

No Brasil, os órgãos reguladores e fiscalizadores do mercado financeiro são autarquias autônomas e independentes criadas por Lei Federal.

A independência e autonomia dessas entidades é considerado um item fundamental para que o mercado financeiro funcione livre de interferências externas.